Capitã da seleção de handebol sofre trombose e fica fora do Pan de Toronto 2015



Dara, capitã da seleção feminina de handebol, estará em ação domingo, contra a Noruega. Crédito: Photo&Grafia

Dara, capitã da seleção feminina de handebol, estará em ação domingo, contra a Noruega. Crédito: Photo&Grafia

Capitã da seleção brasileira feminina de handebol, a pivô Dara foi cortada da equipe que irá aos Jogos Pan-Americanos de Toronto, que começam no próximo dia 10. A jogadora sofreu uma trombose venosa profunda na perna esquerda e será substituída por Elaine Gomes. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da CBHb (Confederação Brasileira de Handebol) neste domingo.

Segundo a médica da seleção, Pauline Bittencourt, a atleta sentiu uma forte dor na perna e após alguns exames foi diagnosticada a trombose venosa profunda. “É um caso importante e, por isso, exige repouso absoluto. Ela irá fazer outros exames para podermos determinar o tempo exato de recuperação”, explicou a médica. Estima-se que Dara ficará sem jogar por pelo menos três meses.

A pivô lamentou o corte,  mas ficou aliviada pelo fato do diagnóstico ter sido feito agora. “Para mim, foi um balde de água fria não ir para o Pan.  Porém, ao saber dos riscos que estava correndo, ao ter descoberto isso com tempo, não tenho como pensar em outra coisa que não seja agradecer a Deus por tudo”, disse Dara.

A seleção feminina se apresenta no próximo dia 9 para treinamentos em São Caetano do Sul (SP) e de lá, segue no dia 12 para Toronto.



MaisRecentes

Pole dance, poker e pebolim (ou totó): mais novidades no programa olímpico?



Continue Lendo

Robert Scheidt desiste de Tóquio-2020 por família e falta de resultados



Continue Lendo