Bizarrices e curiosidades do calendário da Olimpíada de Tóquio-2020



Reprodução de parte do calendário de competições da Olimpíada de Tóquio, cujos horários foram anunciados (Crédito: Reprodução)

Nesta terça-feira (16), o comitê organizador da Olimpíada de Tóquio-2020 divulgou o calendário completo das competições, inclusive com os horários dos eventos. Para quem acompanhará aqui do Brasil, é bom se preparar para dormir pouco e varar a noite assistindo às competições. Nada muito diferente do que aconteceu em 2008, nos Jogos de Pequim.

Inclusive com direito a algumas bizarrices na definição dos horários das provas.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga

Uma das bizarrices mais “justificáveis” talvez seja a transferência das finais da natação, que nas duas últimas Olimpíadas (Londres-2012 e Rio-2016) aconteceram nas sessões noturnas, para o período da manhã. O motivo atende pelo nome de NBC. A rede de TV americana pagou mais de US$ 4 bilhões pelos direitos de transmitir aos Estados Unidos as Olimpíadas (Inverno e Verão), entre 2014 e 2020. Trata-se de um dos maiores parceiros comerciais do COI (Comitê Olímpico Internacional).

Diz o bom senso que quem paga a conta, tem a preferência. E obviamente os americanos influenciaram na formatação do calendário olímpico de 2020. As finais da natação, um dos esportes com maior interesse do público nos Estados Unidos, acontecerão no chamado “prime time”, o horário nobre da TV americana.

Mas talvez nada supere as finais do basquete masculino. Não me lembro de ter visto alguma competição em que a final aconteça antes da disputa do bronze. Pois saiba que essa maluquice irá acontecer em Tóquio.

A decisão do ouro, que provavelmente contará com a presença da forte seleção dos Estados Unidos, está marcada para começar na sessão matutina do dia 8 de agosto, um sábado, a partir das 11h (horário local).

Mais uma vez, para atender o interesse do público que não estará em Tóquio, o torcedor americano poderá assistir sua seleção no horário nobre da TV ainda na sexta-feira à noite. Já a partida que definirá o bronze só acontecerá na sessão noturna, a partir das 20h no Japão, começo de manhã no sábado no Ocidente.

Veja imagens dos Jogos de Tóquio-2020:

 

Curiosidades do calendário olímpico

Os horários direcionados por interesses da televisão não são apenas algumas das coisas que fogem da normalidade para a Olimpíada de Tóquio. Desta vez, o primeiro esporte que estará em ação nos Jogos não será (apenas) o futebol, como normalmente vem ocorrendo nas últimas edições.

No dia 21 de julho (pelo horário de Brasília), a cidade de Fukushima, arrasada pelo tsunami de 2011, receberá o primeiro evento olímpico de Tóquio-2020. A partir das 21h, será realizada uma partida do torneio de softbol. No mesmo dia, só que às 4h30 da manhã do dia 22, haverá uma disputa do torneio feminino de futebol.

O surfe, que estreia no programa olímpico em Tóquio, tem em seu calendário uma observação que, dependendo das condições do mar, a sessão poderá ser adiada em até quatro dias. Não à toa que os organizadores jogaram a modalidade para começar logo na primeira semana dos Jogos, no dia 25 (manhã de 26 no Japão).

VEJA TAMBÉM:

Conheça os games que serão lançados para os Jogos de Tóquio-2020
Com medo do calor, Olimpíada de Tóquio aprova mudança de horário de provas
Afastamento de cartola deve assegurar boxe em 2020 
Conheça a tocha olímpica de Tóquio-2020 
Fukushima na rota do marketing da Olimpíada Tóquio-2020

Pelo calendário montado, o final de semana dos dias 1º e 2 de agosto promete ser especial. O “Super Sábado” terá 21 eventos com distribuição de medalhas. Entre eles, de algumas das novas provas que foram incluídas no programa olímpico, como competição mista de judô por equipes, o revezamento misto do triatlo e o evento misto de fossa olímpica, no tiro esportivo.

No domingo, estão previstos 26 eventos com medalha, entre eles a maratona feminina, a final dos 100 m do atletismo, finais por aparelho na ginástica artística e a final do tênis masculino.

Também foi levado em consideração a questão do calor para definir alguns dos horários dos Jogos de 2020. As provas das maratonas, por exemplo, terão sua largada às 6 da manhã, para fugir das altas temperaturas que são previstas para o período dos Jogos. A marcha atlética masculina dos 50 km começará ainda mais cedo, às 5h45 pelo horário local.



MaisRecentes

Atletismo do Brasil chega ao streaming e amplia oferta de esporte olímpico



Continue Lendo

Números e curiosidades do ParaPan-Americano de Lima-2019



Continue Lendo

‘Besuntado de Tonga’ sofre no Mundial de canoagem velocidade



Continue Lendo