Sexto do mundo, Calderano completa um ano entre os grandes do tênis de mesa



O ranking da ITTF (Federação Internacional de tênis de mesa) de fevereiro, anunciado nesta quarta-feira (30), mostra Hugo Calderano consolidado entre os grandes do tênis de mesa. Pelo terceiro mês consecutivo, o brasileiro ocupa a sexta colocação na lista, com 13.790 pontos.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga

Calderano assumiu esta posição no ranking de dezembro de 2018 e assim se manteve nas duas primeiras classificações de 2019.

Ele está a 275 pontos do quinto colocado, o alemão Timo Boll. Os dois são os únicos não asiáticos no top 10 do tênis de mesa mundial. E a diferença só não ficou menor porque o brasileiro caiu nas quartas de final do Aberto da Hungria. Em 2018, ele havia sido semifinalista no mesmo torneio e acabou tendo descontos no cálculo para o novo ranking.

Mas um detalhe na trajetória do brasileiro em sua meteórica evolução no ranking mundial não pode ser ignorado. Hugo Calderano tem lugar cativo entre os 15 melhores do mundo nas últimas 12 listas da ITTF.

Veja fotos de Hugo Calderano

No ranking divulgado em março de 2018, o brasileiro apareceu pelo primeira vez na 15ª posição. Em abril/18, subiu mais três postos e foi para o 12º lugar. Tornou-se top 10 do mundo em julho (10º) e no mês seguinte, alcançou a nona posição, melhor até então de um mesa-tenista do país na história. Uma pequena instabilidade nos meses seguintes para chegar ao inédito sexto lugar em dezembro.

Nome certo entre os candidatos a brigar por uma medalha na Olimpíada de Tóquio-2020, o brasileiro pode conquistar pontos importantes no ranking a partir desta sexta-feira (1/2), quando disputará a Copa Pan-Americana, em Guaynabo (Porto Rico). Cabeça de chave nº 1 do torneio, Calderano venceu a edição 2018, realizada no Paraguai.

VEJA TAMBÉM:

Hugo Calderano se consolida como esperança de medalha em Tóquio-2020 
Vem aí um novo ídolo do esporte brasileiro: Hugo Calderano 
Paris-2024 divulga programa esportivo da Paralimpíada
O calendário 2019 do esporte olímpico



MaisRecentes

Brasil cumpre meta e torce por ‘sorteio camarada’ no pré-olímpico mundial



Continue Lendo

Derrota na estreia não muda o roteiro do Brasil no Pré-Olímpico de basquete



Continue Lendo

Entenda os caminhos do basquete feminino do Brasil para chegar a Tóquio-2020



Continue Lendo