Cabo de guerra, caratê, sumô e xadrez também querem vaga em Tóquio 2020



logo_Toquio 2020

Foi definida nesta sexta-feira a lista de modalidades que desejam entrar no programa esportivo dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. A opção para a inclusão de uma ou mais modalidades faz parte do pacotão proposto pelo COI (Comitê Olímpico Internacional), no final do ano passado, como uma forma de tentar modernizar as Olimpíadas e atrair mais interessados em organizar o mega-evento.

A lista divulgada pelo comitê organizador dos Jogos de 2020 contém 26 federações internacionais que manifestaram o interesse de entrar no programa esportivo. O favoritismo declarado é da dupla beisebol/softbol, esportes muito populares no Japão e que estão fora das Olimpíadas desde Pequim 2008. É praticamente certo que as duas modalidades sejam incluídas.

Já entre os demais candidatos, é possível encontrar de tudo. Desde o cabo de guerra, que já foi esporte olímpico entre Paris 1900 e Antuérpia 1920, passando pelo sumô, que também é muito popular no Japão, caratê (outra arte marcial que tenta virar esporte olímpico há anos) e xadrez, a diversidade de modalidades é enorme. Mas o próprio comitê organizador pondera que há esportes com poucas chances de sucesso.

>>> Veja também: Cartolas do COI dão sinal verde para beisebol voltar às Olimpíadas em 2020

“Há esportes na lista que são desconhecidos ou pouco praticados no Japão e precisaríamos construir instalações para eles, mas não podemos gastar dinheiro com isso”, afirmou Yoshiro Mori, chefe do comitê organizador de Tóquio 2020. Segundo ele, a única orientação passada pelo presidente do COI, Thomas Bach, é que deveriam ser incluídos esportes com forte apelo entre os jovens.

No próximo dia 22, uma lista final de modalidades selecionadas será divulgada e a partir daí, elas precisarão fornecer diversos detalhes e informações ao comitê organizador. No início de agosto, as federações selecionadas farão uma apresentação em Tóquio e no final de setembro, o comitê organizador dos Jogos enviará um relatório final para o COI, com suas avaliações. A decisão de quais serão os novos esportes olímpicos em 2020 sairá apenas na 129ª Sessão do COI, que ocorrerá durante os Jogos do Rio 2016.

 



MaisRecentes

Sonho de Budapeste para os Jogos de 2024 pode terminar nesta quarta-feira



Continue Lendo

Falta patrocínio no esporte brasileiro? O rúgbi não tem do que reclamar



Continue Lendo

Oscar Schmidt no All-Star da NBA alivia a depressão do basquete brasileiro



Continue Lendo