Brasil estréia no Mundial de Handebol brigando para fugir da lanterna












Desfalcado de sua principal estrela, o armador Bruno Souza (que pediu dispensa por problemas particulares), com apenas quatro integrantes da equipe que disputou as Olimpíadas de Pequim e com um técnico-tampão (Washington Rodrigues, no lugar do espanhol Jordi Ribera), o Brasil inicia neste sábado sua participação no 21º Campeonato Mundial masculino de handebol, que será disputado na Croácia. E o único objetivo é fugir da lanterna.

Sem medo de errar, se for feita uma comparação com o futebol, o Brasil é uma Jamaica no mundo do handebol. Uma equipe que é forte no continente sul-americano, mas que fora dele não é páreo para as grandes potências do planeta, como Alemanha (atual campeã), Polônia, Dinamarca, Noruega, entre outros. No último Mundial, a seleção brasileira terminou em 19º lugar, entre 24 participantes.

O Brasil integra o Grupo D da competição, ao lado de Dinamarca, Noruega, Egito, Sérvia e Arábia Saudita. A estréia neste sábado será contra a Dinamarca, às 16h15 (horário de Brasília).

Confira aqui a tabela do Mundial masculino de handebol, cuja abertura oficial será nesta sexta-feira, com a partida entre Croácia e Coréia do Sul.



MaisRecentes

Hipismo ensaia novidades para Tóquio-2020. Até onde irá a revolução olímpica?



Continue Lendo

Saiba porquê o levantamento de peso corre risco de ser cortado das Olimpíadas



Continue Lendo

Ciclistas olímpicos brasileiros participam de festival em São Paulo



Continue Lendo