Há 30 anos, Ben Johnson derrotava Carl Lewis e uma mentira assombrava o mundo



Largada da histórica prova em que Ben Johnson (de vermelho) derrotou Carl Lewis (azul) na final dos 100 m no Mundial de 1987 (Crédito: Reprodução)

Muito tempo antes de Usain Bolt tornar-se uma lenda no atletismo, um duelo protagonizou a prova mais rápida da modalidade. Há exatos 30 anos uma vitória mudou a história dos 100 metros. Foi num domingo, 30 de agosto, que o canadense Ben Johnson superou o americano Carl Lewis na final dos 100 m, pelo Campeonato Mundial de Roma. Só que não foi uma vitória qualquer. Johnson simplesmente pulverizou o recorde da prova, com o tempo de 9s83. Dez centésimos abaixo da marca anterior, de Calvin Smith (EUA), obtida quatro anos antes. O mundo ficava de queixo caído com o que acabara de ver no Estádio Olímpico de Roma.

Para se ter uma ideia de como o tempo do jamaicano naturalizado canadense foi impressionante naquele 30 de agosto, basta dizer que hoje ela estaria entre as cinco mais rápidas da história dos Mundiais.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga 

O condicional, na frase anterior, tem uma explicação. Tanto esta vitória de 1987 quanto a do ano seguinte, na Olimpíada de Seul-1988, foram anuladas dos livros de estatísticas do atletismo pelo uso de doping de Johnson, flagrado em exame após o ouro olímpico. Depois, soube-se que ele já vinha apelando para substâncias proibidas desde 1985.

Só que em 1987, ninguém tinha ideia de que Johnson não passava de um grande trapaceiro. Junto com a mãe, emigrou para o Canadá  11 anos antes. Tratava-se de um bom velocista, que havia ficado com a medalha de bronze nos 100 m na Olimpíada de Los Angeles-1984, mas nada além disso. Foi a partir de 1986 que começou a ameaçar o protagonismo de Carl Lewis nos 100 m. A vitória nos Jogos da Amizade, em 1986, correndo pela primeira vez abaixo dos 10s (venceu com 9s95) foi um sinal do que viria pela frente.

A partir de 87, a disputa tornou-se ainda mais acirrada. Até chegar ao Mundial de Roma, Lewis e Johnson se enfrentaram quatro vezes. Todas vencidas pelo canadense.

‘Filho do ciclone’

No Mundial de Roma, a rivalidade entre os dois estava cada vez mais evidente. Segundo relato do jornal “Folha de S. Paulo” de 31 de agosto de 1987, Lewis tentava mexer com o psicológico de Johnson antes da prova. “Ele tem um grande talento, mas não pode competir com o filho do vento”, dizia o americano, fazendo alusão ao apelido que lhe foi dado pela imprensa.

Após a final dos 100 metros, os jornalistas não perderam tempo e batizaram o canadense como “filho do ciclone”. O que se viu na pista justifica o apelido. A vantagem de Johnson na prova foi impressionante, desde a largada, não tendo sua vitória ameaçada por Lewis em nenhum momento. E o americano correu muito! Basta dizer que ele igualou o recorde de Calvin Smith (9s93), mesmo ficando em segundo lugar.

“Como sabia que Lewis é muito perigoso depois dos 60 metros, todo o meu esforço se concentrou na primeira metade, onde acelerei nos 30 metros e obtive minha velocidade máxima aos 45 metros”, explicou Ben Jonson após a prova, na maior tranquilidade e com a certeza de que não seria flagrado no antidoping.

O problema é que Carl Lewis não digeriu bem a derrota. Acostumado com as glórias, não admitia ser superado por alguém que ele desconfiava estar correndo dopado.

Após a prova, chegou a reclamar de uma falsa largada de Ben Johnson. Depois, alegou que uma indisposição estomacal atrapalhou seu desempenho. Por fim, veio a estocada final. “Existem vários atletas aparecendo, vindos não se sabe de onde. Não acho que eles estão conseguindo [resultados] sem a ajuda de drogas. A prova dos 100 metros será lembrada por muito tempo e não apenas pelo resultado dentro da pista”, disse em uma entrevista à BBC. Tudo isso sem citar o nome do rival canadense. Mas precisava?

A resposta de Ben Johnson veio rápida e dura. “Quando Carl Lewis estava ganhando tudo, eu nunca disse nada contra ele. Quando aparecer um cara me me derrote, também não levantarei nenhuma acusação contra ele”.

Confira abaixo como foi a vitória de Ben Johnson sobre Carl Lewis no Mundial de Roma, em 1987:

VEJA TAMBÉM:

+ A última cena (dramática) de Usain Bolt 
+ Quem vai superar a lenda Usain Bolt? 
+ Rudisha vai atrás de novo ouro em Tóquio. Conheça outros tricampeões no atletismo



MaisRecentes

Esportes de PyeongChang-2018: combinado nórdico



Continue Lendo

A história das Olimpíadas de Inverno: Lake Placid-1932



Continue Lendo