Confederações do basquete e de wrestling irão se mudar para o Parque Olímpico



A Arena Carioca 2 deverá ser a casa das confederações do basquete e do wrestling em breve (Crédito: Divulgação)

Depois do COB (Comitê Olímpico do Brasil) confirmar que irá se mudar para as dependências do Maria Lenk por razões de economia, outras entidades esportivas poderão em breve ocupar o Parque Olímpico da Barra da Tijuca. O presidente da AGLO (Autoridade de Governança do Legado Olímpico),Paulo Márcio Dias Mello, em entrevista ao blog, afirmou que o basquete e o wrestling também terão suas sedes dentro do Parque.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga 

“O Ricardo Trade, da CBB, veio nos visitar e diante das dificuldades financeiras deles, pediu para ocupar uma área no Parque Olímpico. Da mesma forma, a CBW disse que também pretende se mudar para lá, para o nosso centro de treinamento. Eles disseram que irão disponibilizar a sala de musculação deles e todos os equipamentos para outros atletas”, afirmou Mello.

A ideia da AGLO, autarquia criada pelo ministério do Esporte para administrar o chamado “legado olímpico físico” da Rio-2016, é manter as arenas em constante atividade. Por isso, até a presença da estrutura administrativa de algumas entidades seria ideal para este fim. Mello quer que o Parque Olímpico da Barra seja a convergência do esporte olímpico brasileiro.

A data das mudanças, contudo, não foi fechada ainda. “A transferência da CBB já está certa. Não formalizei o contrato, ainda depende de uma assinatura deles, mas são processos administrativos normais. Eles vão ocupar uma área na Arena 2, na parte superior, onde há um espaço de 10 a 120 m² que eles se comprometerão a construir uma sala para permitir a transferência. A CBW pretende fazer o mesmo” explicou o presidente da AGLO.

Outras entidades também manifestaram interesse em ocupar algum espaço no Parque da Barra, mas Mello preferiu não dizer quais são, pois os contatos são ainda preliminares.

VEJA TAMBÉM:

A reconstrução do basquete brasileiro será pior do que se imaginava 
Basquete masculino brasileiro bebe na fonte certa para tentar se reerguer da crise 
Liberação da Fiba é o mais novo título mundial do basquete brasileiro 
Saída de Nuzman já repercute positivamente dentro das confederações 
Pressão por mudanças no COB chega até do ministério do Esporte

 



MaisRecentes

Ao tentar inovar, Fiba cria uma grande confusão no basquete mundial



Continue Lendo

Comissão de Atletas precisar ir além das cartas para buscar seu espaço no COB



Continue Lendo

Do que têm tanto medo os cartolas olímpicos brasileiros?



Continue Lendo