Basquete: Ourinhos sofre mas fatura o tetra no Nacional feminino



Não há o que contestar na conquista do Ourinhos pelo Nacional feminino de basquete. Em um campeonato praticamente fantasma – no qual somente os jogos do playoff decisivo foram transmitidos pelo Sportv -, o time comandado pelo técnico Paulo Bassul (o mesmo da seleção brasileira) fez valer sua melhor qualidade técnica e faturou o tetracampeonato brasileiro.

Mas ninguém pode dizer que foi moleza. No quinto e decisivo jogo, o Ourinhos precisou da prorrogação para superar o bravo time de Catanduva por 82 a 80. E a equipe do experiente Edson Ferreto teve o jogo nas mãos, pois quando faltavam menos de 30 segundos para o final do jogo, teve dois lances livres que poderiam lhe dar uma vantagem de quatro pontos, decisiva naquele momento da partida.

E como curiosidade: foi o primeiro título nacional conquistado pela ala maranhense Iziane, a melhor jogadora brasileira em atividade.



MaisRecentes

Fora da Odepa, Nuzman precisa se preocupar com o esporte do Brasil



Continue Lendo

Em disputa acirrada, Nuzman tenta presidência da Odepa nesta quarta



Continue Lendo

Em semana decisiva na Odepa, Nuzman ganha cargo em Tóquio-2020, diz site



Continue Lendo