Basquete: Franca comemora patrocínio milionário e Hélio Rubens comete até gafe



Nesta segunda-feira, a equpe masculina de basquete do Franca comemorou um feito considerável, tomando por base a fraqueza da modalidade no Brasil, ao garantir um milionário patrocínio com a operadora de celular Vivo.

Para uma modalidade que há 12 anos não classifica a seleção brasileira para uma edição de Jogos Olímpicos, garantir uma verba mensal entre R$ 110 e R$ 150 mil mensais (cerca de R$ 1,5 milhão/ano) para um time para a temporada 2008/09, mesmo se tratando de uma equipe da tradição de Franca, é realmente de tirar o chapéu!

O problema é que mesmo na hora da festa, sempre tem alguma coisa que acaba destoando. Mesmo que seja para o lado da comédia. Ao fazer o seu discurso de agradecimento, o técnico Hélio Rubens Garcia, que é um verdadeiro ícone do basquete francano, “só” trocou o nome do patrocinador, agradecendo à Claro.

Ao se tocar do fora que havia dado, Hélio não perdeu o rebolado. “Mas é claro que é a Vivo”.