Basquete: Franca comemora patrocínio milionário e Hélio Rubens comete até gafe



Nesta segunda-feira, a equpe masculina de basquete do Franca comemorou um feito considerável, tomando por base a fraqueza da modalidade no Brasil, ao garantir um milionário patrocínio com a operadora de celular Vivo.

Para uma modalidade que há 12 anos não classifica a seleção brasileira para uma edição de Jogos Olímpicos, garantir uma verba mensal entre R$ 110 e R$ 150 mil mensais (cerca de R$ 1,5 milhão/ano) para um time para a temporada 2008/09, mesmo se tratando de uma equipe da tradição de Franca, é realmente de tirar o chapéu!

O problema é que mesmo na hora da festa, sempre tem alguma coisa que acaba destoando. Mesmo que seja para o lado da comédia. Ao fazer o seu discurso de agradecimento, o técnico Hélio Rubens Garcia, que é um verdadeiro ícone do basquete francano, “só” trocou o nome do patrocinador, agradecendo à Claro.

Ao se tocar do fora que havia dado, Hélio não perdeu o rebolado. “Mas é claro que é a Vivo”.



MaisRecentes

Correria japonesa? Brasil já pensa nas oitavas do Mundial de handebol



Continue Lendo

‘Paredão’ Maik deixa Seleção Brasileira viva no Mundial de handebol



Continue Lendo

Rúgbi do Brasil inicia temporada de olho nos Jogos de Tóquio-2020



Continue Lendo