Confira como foi o balanção olímpico do final de semana



Fabiana Murer em grande fase, handebol entrando ao vivo na Globo, vôlei colecionando vitórias, título de revelação no tiro com arco.  Mais um final de semana repleto de resultados importantes nesta reta final de preparação para o Pan de Toronto 2015 ou na obtenção de vagas/índices para as Olimpíadas do Rio 2016. Vamos ao balanço olímpico

Atletismo

No sábado, Fabiana Murer vencer sua segunda prova consecutiva pela Liga Diamante, na etapa de Nova York. Mais importante do que a vitória, foi a ótima marca alcançada por Fabiana (4,80 m), a demonstração de uma consistência dentro das competições e uma força psicológica importante, às vésperas de disputar o Pan de Toronto e o Mundial de Pequim. No sábado, ela estava tão confiante que partiu para três tentativas de alcançar os 4,86 m, que seria o novo recorde sul-americano.

Em Lima, a seleção brasileira não teve dificuldades em terminar com o título geral do Campeonato Sul-Americano adulto, somando um total de 34 medalhas (11 de ouro, 15 de prata e 8 de bronze), deixando a Colômbia em segundo, com 22 medalhas (9 de ouro, 6 de prata e 7 de bronze). De quebra, ainda viu Geisa Coutinho faturar o ouro no arremesso do peso, com a marca de 17,76 m, que lhe rendeu o índice para o Mundial da China e a deixou a quatro centímetros do índice para as Olimpíadas de 2016.

Handebol

Muito criticado pelos torcedores mais fanáticos, o jogo-exibição de handebol feminino entre Brasil e Noruega neste domingo, em São Bernardo do Campo (SP), foi inegavelmente um marco para a modalidade, simplesmente por conta da exposição que teve na TV Globo, emissora de maior audiência do Brasil, e num horário considerado nobre, no Esporte Espetacular. E neste caso, a adaptação do jogo para dois tempos de 20 minutos (ao contrário dos tradicionais 30 x 30 min) é o menor dos problemas.

Dentro de quadra, o Brasil mostrou uma consistência defensiva impressionante diante do time bicampeã olímpico, além de contar com uma atuação monstruosa da goleira Babi, autora de uma série incrível de defesas. No final, a vitória por 18 a 12 foi algo a ser festejado, mas com as devidas ponderações.

Luta olímpica

No sábado, a equipe feminina de luta livre conquistou cinco medalhas durante a Canada Cup, na cidade de Guelph, competição preparatória para os Jogos Pan-Americanos de Toronto. Foram três medalhas de prata, com Kamila Barbosa (até 48 kg), Camila Fama (até 55 kg) e Joice Silva (até 58 kg), além de duas medalhas de bronze, com Laís Nunes (até 63 kg) e Aline Silva (até 75 kg).

Pentatlo moderno

A final da Copa do Mundo, encerrada neste domingo em Minsk (Bielorrússia) serviu para assegurar as vagas olímpicas para a lituana Laura Asadauskaite (medalha de ouro em Londres 2012) e para o italiano Riccardo De Luca, os vencedores da competição. Com as duas vagas distribuídas neste fim de semana, o pentatlo moderno já definiu 14 das 72 vagas da modalidade para os Jogos do ano que vem. A prova em Minsk também contou com a participação das brasileiras Yane Marques, que ficou em 14º lugar, e Priscila Oliveira, que terminou a prova em 29º.

Polo aquático

A seleção brasileira feminina terminou em oitavo e último lugar na 12ª Super Final da Liga Mundial de polo aquático, realizado em Xangai (China). Foram seis partidas e seis derrotas para as brasileiras, que usaram a competição como preparação para o Pan-Americano de Toronto. Neste domingo, na definição do sétimo lugar, o Brasil foi derrotado pela Itália por 11 a 2.

O título do torneio ficou com os Estados Unidos, que na decisão bateu a Austrália por 8 a 7, assegurando o nono título na competição.

Tiro com arco

Considerado uma das grandes revelações do esporte olímpico brasileiro em 2014, quando ficou com o vice-campeonato na Copa do Mundo e a medalha de prata nos Jogos Olímpicos da Juventude em Nanquim (CHN), o atirador Marcos Vinícius D’Almeida alcançou outro resultado inédito para o Brasil, ao faturar o Campeonato Mundial Junior, em Yankton, nos EUA. Na final da categoria cadete (até 17 anos), ele venceu o holandês Jan Van Tongeren por 6 a 2.

Vôlei

As seleções masculina e feminina do Brasil entraram em ação no final de semana. Na sequência da Liga Mundial, o time masculino foi até Belgrado e voltou com o saldo de uma derrota e uma vitória, ambas por 3 a 2. No domingo, o destaque da vitória brasileira foi Lucarelli, com 24 pontos.

Já a seleção feminina realizou dois amistosos contra o Japão, no Ginásio Taquaral, em Campinas, vencendo tanto no sábado quanto no domingo por 3 a 2. Os jogos serviram de preparação para o Grand Prix.

Vôlei de praia

De olho na corrida olímpica, por uma vaga nos Jogos do Rio 2016, a dupla formada por Juliana e Maria Elisa venceu a etapa de Stravanger (NOR), pelo Circuito Mundial, superando na final as também brasileiras Ágatha e Bárbara por 2 a 0. Com a vitória, a dupla chegou aos 1.400 pontos e ocupa a terceira posição na corrida olímpica.

No masculino, na mesma etapa, o título também ficou com o Brasil, após Pedro Solberg e Evandro derrotarem os poloneses Losiak e Kantor por 2 a 0. Foi o primeiro título da dupla no Circuito Mundial, que passou a lideram a corrida olímpica, com 2000 pontos.