As mulheres brasileiras jamais irão se esquecer dos Jogos de Pequim



Seleção feminina de vôlei, Maurren Maggi, Ketleyn Quadros, Fernanda Oliveira e Isabel Swan, Natália Falavigna…Não dá para negar que os Jogos Olímpicos de Pequim ficarão marcados na história olímpica do Brasil como o ponto alto da participação da mulher brasileira.

Até Pequim-08, nunca uma mulher brasileira havia conquistado uma medalha individual. Foi então que Ketleyn Quadros quebrou este jejum, com seu bronze no judô, categoria até 57kg.

Até Pequim-08, as mulheres brasileiras jamais tinham obtido uma medalha no iatismo, esporte que mais rendeu metais ao país em Olimpíadas. Foi então que Fernanda Oliveira e Isabel Swan, na classe 470, faturaram o bronze.

Até Pequim-08, o atletismo brasileiro nunca tinha conquistado qualquer medalha. E a primeira que veio foi logo de ouro, com Maurren Maggi tendo a honra de se tornar a primeira mulher campeã olímpica do Brasil, com sua incrível vitória no salto em distância.

Até Pequim-08, o taekwondo, esporte pouco difundido no Brasil, jamais chegou perto de trazer uma medalha olímpica. E a primeira coube a uma mulher, Natália Falavigna e seu bronze na categoria acima de 67kg.

Por fim, até Pequim-08, o vôlei feminino brasileiro finalmente conseguiu chegar à final olímpica, depois de bater na trave quatro vezes. Mas era pouco e elas trouxeram nada menos do que uma medalha de ouro.

Para as mulheres do Brasil, que fizeram bonito em Pequim e não pipocaram, todas as homenagens.



MaisRecentes

Governo rebatiza programa ‘Atleta Pódio”, de olho em Tóquio-2020



Continue Lendo

Tragédia das enchentes no Peru deixa Pan de Lima-2019 na berlinda



Continue Lendo