Antes da abertura, polo aquático dá largada para o Pan de Toronto nesta terça



A pisicina do Atos Markham Pan Am Centre, que receberá as partidas do polo aquático em Toronto. Crédito: Satiro Sodré/CBDA

A pisicina do Atos Markham Pan Am Centre, que receberá o polo aquático em Toronto. Crédito: Satiro Sodré/CBDA

Será na piscina do Atos Markham Pan Am/Parapan Am Centre, localizada na cidade de Markham, a cerca de meia hora de Toronto, que ocorrerá nesta terça-feira a abertura de fato dos Jogos Pan-Americanos de 2015. Embora a cerimônia de abertura esteja programada para a próxima sexta-feira, o torneio de polo aquático marcará o início das competições, nos torneios masculino e feminino.

Por conta do calendário apertado, que deixou o Mundial de Esportes Aquáticos de Kazan (RUS) próximo ao Pan, os eventos de polo aquático, saltos ornamentais, nado sincronizado e maratona aquática começarão antes da abertura ou mesmo no próprio da da cerimônia. Apenas as provas de natação terão seu início na próxima semana, no dia 14.

>>> E mais: Veja a tabela de jogos do polo aquático no Pan de Toronto

E logo na estreia, as seleções masculina e feminina do Brasil terão uma pedreira, encarando justamente o Canadá, dono da casa. A partida da equipe feminina começará às 13h08min (horário de Brasília), enquanto que a seleção masculina jogará a partir das 19h08min.

O time masculino chega ao Canadá embalado pelo inédito terceiro lugar na Liga Mundial, há cerca de dez dias, na Itália. “Este primeiro jogo é muito importante, pois uma vitória já pode nos deixar muito próximos à final. Devemos estar muito concentrado para repetir o nível que atingimos na Liga Mundial. O que eu sugiro é que eles coloquem de lado este resultado e comecem a pensar somente no Pan”, disse o técnico croata Rato Rudic.

A tarefa da seleção feminina será mais complicada, pois as canadenses tem um dos times mais fortes do mundo. “Este ano vencemos o Canadá pela primeira vez, então a confiança é muito grande. Por termos estudado a equipe e trabalhado bastante na preparação, é um jogo que encaixa”, avaliou Marina Canetti, uma dos jogadoras mais experientes da equipe brasileira e que disputar[a em Toronto sua quarta edição dos Jogos Pan-Americanos.



MaisRecentes

Basquete masculino brasileiro bebe na fonte certa para tentar se reerguer da crise



Continue Lendo

O calote do Comitê Rio-2016 é uma vergonha que ficará para sempre



Continue Lendo

COI volta a se preocupar com os custos dos Jogos de inverno. Mas os de 2026



Continue Lendo