Ana Marcela é eleita a melhor do mundo em águas abertas de 2015



Ana Marcela Cunha comemora, pela internet, a eleição de melhor do mundo em águas abertas pela Fina. Crédito: Divulgação

Ana Marcela Cunha comemora, pela internet, a eleição de melhor do mundo em águas abertas pela Fina. Crédito: Divulgação

Depois de terminar a temporada de 2015 comemorando a eleição de melhor atleta feminina do país no Prêmio Olímpico, instituído pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil), a nadadora Ana Marcela Cunha começa o ano olímpico de 2016 festejando uma nova conquista. Neste domingo, ela foi eleita como melhor atleta do ano pela Fina (Federação Internacional de Natação) em águas abertas. A eleição ocorreu em Budapeste (HUN), mas como Ana Marcela faz um treinamento de altitude no México, como preparação para os Jogos Olímpicos do Rio 2016, não pôde comparecer para receber o troféu.

>>> E mais: Brasil encerrou 2015 com 402 vagas na Rio 2016

Essa foi a terceira vez que a Fina escolheu a brasileira como melhor do mundo na maratona aquática, repetindo o que já havia ocorrido em 2010, ano em que a premiação foi instituída, e ainda em 2014. O prêmio que a nadadora baiana recebeu neste domingo refere-se à temporada 2015, ano em que ela teve um desempenho espetacular: faturou três medalhas no Mundial de Kazan (RUS), sendo uma de ouro, nos 25 km, uma de prata, no revezamento misto e a de bronze, na prova olímpica de 10 km, que lhe valeu a vaga nos Jogos do Rio 2016. Além disso, Ana Marcela alcançou também a marca de 11 pódios consecutivos em provas internacionais. No México, ela festejou muito a premiação.

“Infelizmente não pude estar na Hungria pra receber o prêmio, mas é por um bom motivo, estou aqui no México, me preparando para chegar bem na Olimpíada do Rio e realizar o meu sonho, que é conquistar uma medalha olímpica, algo inédito para o Brasil”

Em uma entrevista que fiz no ano passado com o comentarista de natação do canal “Sportv”, Alex Pussieldi, ele foi categórico: Ana Marcela Cunha é favorita a ficar com a medalha de ouro no Rio de Janeiro. “Ela gosta de águas agitadas, mar revolto. Ou seja, Copacabana será perfeito para ela. Além disso, adora treinar e tem uma força m,ental impressionante”, elogia Pussieldi.

>>> Veja ainda: Prévia aponta Brasil no top 10 da Rio 20-16, mas pelo total de ouros

O favoritismo de Ana Marcela também é compartilhado pelo site holandês Infostrada, especializado em estatísticas esportivas. Em sua última prévia de medalhas para a Rio 2016, publicada em janeiro, apontou que a nadadora brasileira levará uma das oito medalhas de ouro que, segundo a empresa holandesa, o Brasil conquistará nas próximas Olimpíadas.



MaisRecentes

Vela do Brasil aposta em estrelas na largada para o ciclo de Tóquio-2020



Continue Lendo

Rudisha vai atrás de novo ouro em Tóquio. Conheça outros tricampeões no atletismo



Continue Lendo

Maldição do mata-mata acaba com sonho do Brasil no Mundial



Continue Lendo