Ana Marcela é eleita a melhor do mundo em águas abertas de 2015



Ana Marcela Cunha comemora, pela internet, a eleição de melhor do mundo em águas abertas pela Fina. Crédito: Divulgação

Ana Marcela Cunha comemora, pela internet, a eleição de melhor do mundo em águas abertas pela Fina. Crédito: Divulgação

Depois de terminar a temporada de 2015 comemorando a eleição de melhor atleta feminina do país no Prêmio Olímpico, instituído pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil), a nadadora Ana Marcela Cunha começa o ano olímpico de 2016 festejando uma nova conquista. Neste domingo, ela foi eleita como melhor atleta do ano pela Fina (Federação Internacional de Natação) em águas abertas. A eleição ocorreu em Budapeste (HUN), mas como Ana Marcela faz um treinamento de altitude no México, como preparação para os Jogos Olímpicos do Rio 2016, não pôde comparecer para receber o troféu.

>>> E mais: Brasil encerrou 2015 com 402 vagas na Rio 2016

Essa foi a terceira vez que a Fina escolheu a brasileira como melhor do mundo na maratona aquática, repetindo o que já havia ocorrido em 2010, ano em que a premiação foi instituída, e ainda em 2014. O prêmio que a nadadora baiana recebeu neste domingo refere-se à temporada 2015, ano em que ela teve um desempenho espetacular: faturou três medalhas no Mundial de Kazan (RUS), sendo uma de ouro, nos 25 km, uma de prata, no revezamento misto e a de bronze, na prova olímpica de 10 km, que lhe valeu a vaga nos Jogos do Rio 2016. Além disso, Ana Marcela alcançou também a marca de 11 pódios consecutivos em provas internacionais. No México, ela festejou muito a premiação.

“Infelizmente não pude estar na Hungria pra receber o prêmio, mas é por um bom motivo, estou aqui no México, me preparando para chegar bem na Olimpíada do Rio e realizar o meu sonho, que é conquistar uma medalha olímpica, algo inédito para o Brasil”

Em uma entrevista que fiz no ano passado com o comentarista de natação do canal “Sportv”, Alex Pussieldi, ele foi categórico: Ana Marcela Cunha é favorita a ficar com a medalha de ouro no Rio de Janeiro. “Ela gosta de águas agitadas, mar revolto. Ou seja, Copacabana será perfeito para ela. Além disso, adora treinar e tem uma força m,ental impressionante”, elogia Pussieldi.

>>> Veja ainda: Prévia aponta Brasil no top 10 da Rio 20-16, mas pelo total de ouros

O favoritismo de Ana Marcela também é compartilhado pelo site holandês Infostrada, especializado em estatísticas esportivas. Em sua última prévia de medalhas para a Rio 2016, publicada em janeiro, apontou que a nadadora brasileira levará uma das oito medalhas de ouro que, segundo a empresa holandesa, o Brasil conquistará nas próximas Olimpíadas.



MaisRecentes

Liberação da Fiba é o mais novo título mundial do basquete brasileiro



Continue Lendo

Herói olímpico dos EUA desafia escândalo sexual no Mundial de taekwondo



Continue Lendo

Com medalhista olímpico, Brasil estreia sábado no Mundial de taekwondo



Continue Lendo