Aberto do Brasil vale por Hugo Calderano



O paulistano que vibrou com a ótima campanha de Hugo Calderano no tênis de mesa da Olimpíada Rio-2016 terá a oportunidade de ver o jovem mesa-tenista de perto nesta semana. Sim, Calderano, atual 22º do ranking mundial da ITTF (Federação Internacional de Tênis de Mesa) é a maior atração do Aberto do Brasil. O torneio, da série challenger, será disputado no Centro Paralímpico Brasileiro, localizado ao lado da Rodovia dos Imigrantes, Zona Sul da Capital paulista. O torneio começa nesta quarta-feira e se encerra no domingo. A entrada ao público será gratuita.

Nono colocado nos Jogos Olímpicos, Calderano é a maior revelação do tênis de mesa brasileiro em muitos anos. Nesta temporada,ele busca alcançar um feito inédito, o de ser o melhor do país no ranking da ITTF. A melhor posição alcançada por um brasileiro até hoje foi um 16º lugar, obtido por Ivan Severo, em 1957. Mas com exceção da presença de Calderano, o torcedor que for até o Centro Paralímpico terá como principal motivação apenas conhecer um pouco mais da modalidade mesmo.

Sem contar com nenhuma grande estrela da modalidade, o Aberto do Brasil conta com a participação de 86 atletas representando oito países: além dos brasileiros, haverá jogadores da Bulgária, Chile, França, Alemanha, Índia, Romênia e Eslováquia. Enquanto que no masculino o melhor ranqueado é Hugo Calderano (22º), entre as mulheres a principal cabeça-de-chave é a romena Bernadette Szocs (57ª).

Além de contar pontos para o ranking mundial, o torneio distribuirá uma premiação total de US$ 35 mil (R$ 110,3 mil). Os campeões das chaves individuais feminino e masculino receberão cada um US$ 4.000 (R$ 12,6 mil).

Pelo Brasil, além de Hugo Calderano, os destaques individuais são Gustavo Tsuboi (104º), Gui Lin (127ª) e Carolina Kumahara (atualmente sem ranking), que vem de título no individual do Aberto do Chile, disputado na última semana.

A programação do Aberto do Brasil de tênis de mesa é a seguinte:

3/5 – Qualificação (masculino e feminino)
4/5 – Qualificação (masculino e feminino)
5/5 – Duplas masculina (fase de grupos e 4ª de final); duplas feminina (4ª de final); Simples masculina (primeira rodada)
6/5 – Simples feminina (4ª de final e semifinal); Simples masculina (4ª de final e semifinal); Duplas feminina (semifinal); Duplas masculina (semifinal)
7/5 – Duplas feminina (final); Duplas masculina (final); Simples feminina (final); Simples masculina (final)

VEJA TAMBÉM:

Novo ranking motiva Hugo Calderano a buscar marca inédita 
Hugo Calderano perto de superar marca que já dura 60 anos 
Hugo Calderano, anotem esse nome

 



MaisRecentes

As homenagens à Jaqueline Silva e Geraldo Bernardes no Prêmio Brasil Olímpico



Continue Lendo

Volta de Robert Scheidt seria excelente para a vela do Brasil



Continue Lendo

Sonho olímpico dos e-sports fica mais distante após reunião no COI



Continue Lendo