A polêmica na logomarca do Rio-2016



Atualizado em 2/01/11

Demorou menos do que eu esperava. Um dia depois do lançamento oficial do logotipo dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, já pipocavam neste sábado pela internet, em blogs e sites esportivos, textos dizendo que o desenho da logomarca (que particularmente eu não gostei) seria um plágio de uma ONG.

O projeto do logo dos Jogos do Rio, criado pela agência carioca Tátil, busca, segundo seus criadores, transmitir a ideia de transformação. Nas cores verde, amarelo e azul,  o desenho mostra três pessoas de mãos dadas e remete ao formato do Pão de Açúcar, ponto turístico carioca conhecido mundialmente. A marca recebeu muitos elogios do presidente do COI, Jacques Rogge. “É possível ver várias coisas nesta marca. O Rio, a praia de Copacabana e as montanhas, por exemplo. É um projeto muito leve”, concluiu.

O problema é que descobriram as semelhanças do logotipo dos Jogos de 2016 com o do símbolo da Telluride Foundation, uma ONG que arrecada fundos para a promoção da cidade do mesmo nome, no estado do Colorado, nos EUA. No desenho, quatro pessoas dançam de mãos dadas. 

Obs: como observou Alberto Murray Neto, o logo dos Jogos Rio-2016 também trazem semelhança com o quadro do pintor francês Henri Matisse, fato que havia sido lembrado pelo jornalista José Cruz, em seu blog.
 
O fato é um só: as semelhanças são “impressionantes”. Com a palavra, os criadores do logo das Olimpíadas de 2016.
 
Confira abaixo as semelhanças:
 


Montagem publicada pelo site Lancent!


MaisRecentes

Robert Scheidt desiste de Tóquio-2020 por família e falta de resultados



Continue Lendo

Cartola projeta recorde de 30 ouros para o Japão nos Jogos de Tóquio-2020



Continue Lendo