Há 55 anos, Tóquio via nascer o seu primeiro sonho olímpico



Enquanto corre para finalizar os preparativos e receber mais de dez mil atletas nos Jogos Olímpicos de 2020, em julho do ano que vem, Tóquio experimentou nesta quinta-feira uma sensação diferente, que poucas cidades já tiveram. Há exatamente 55 anos, em um 10 de outubro, a capital japonesa assistia a cerimônia de abertura da Olimpíada de Tóquio-1964, a primeira que organizou.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog Laguna Olímpico no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Clique e siga

Na história dos Jogos de Verão, apenas quatro cidades tiveram a honra de receber uma Olimpíada mais de uma oportunidade. Londres (ING) é a recordista, tendo recebido em três ocasiões: 1908, 1948 e 2012. Paris (FRA) foi sede em 1900 e 1924. Como a capital francesa, Atenas (GRE), em 1896 e 2004, e Los Angeles (EUA), em 1932 e 1984, foram escolhidas para receberem os Jogos duas vezes.

Antes de entrar neste seleto clube, Tóquio relembrou nesta quinta-feira a edição dos Jogos que organizou em 1964 e que mudou a história do movimento olímpico, em vários aspectos.

Para começar, foram os Jogos que brindaram o reerguimento de um país. Menos de 20 anos após o final da Segunda Guerra Mundial, quando viu duas bombas atômicas destruírem as cidades de Hiroshima e Nagasaki, o Japão conseguiu se reorganizar e receber a maior competição do esporte mundial. Só isso já seria notável.

Uma cena simbólica reforço ainda mais esse poder de reconstrução do Japão. A pira olímpica de 64, por exemplo, foi acesa por Yoshinori Sakai, que nasceu em 6 de agosto de 1945, dia que explodiu a bomba em Hiroshima.

A edição de Tóquio-1964 marcou ainda a primeira vez que os Jogos de Verão chegaram à Ásia. Experiência que só se repetiria 24 anos depois, quando Seul recebeu a Olimpíada.

VEJA TAMBÉM:

Japoneses compram mais de 3 milhões de ingressos para Tóquio-2020 
Pódio dos Jogos de Tóquio-2020 será construído com material reciclado 
Bizarrices e curiosidades do calendário da Olimpíada de Tóquio-2020

Foram nos Jogos de Tóquio-1964 que duas das modalidades mais populares no programa olímpico estrearam. O vôlei (masculino e feminino) e o judô (só entre os homens) fizeram sua primeira aparição nesta Olimpíada. Mais de meio século depois, os dois são um sucesso a cada edição. Além de ter uma importância enorme para o esporte olímpico do Brasil.

Com um total de 5.137 atletas participantes (4.457 homens e apenas 680 mulheres), a Olimpíada de Tóquio-1964 foi histórica. E não vejo motivos para acreditar que será diferente em 2020.



MaisRecentes

Brasil cumpre meta e torce por ‘sorteio camarada’ no pré-olímpico mundial



Continue Lendo

Derrota na estreia não muda o roteiro do Brasil no Pré-Olímpico de basquete



Continue Lendo

Entenda os caminhos do basquete feminino do Brasil para chegar a Tóquio-2020



Continue Lendo