CENI DESCOBRIU A REALIDADE - BLOG JL PORTELLA

CENI DESCOBRIU A REALIDADE



Rogério Ceni desceu do pedestal. Foi iludido pela mídia e pela autoestima elevada, que confunde o atleta com o técnico.

Ele não é um treinador ruim. Mas, também não atingiu a altura em que a mídia o quis colocar quando deixou o Fortaleza, em circunstãncias bem discutíveis. Fortaleza estava no meio da tabela , todavia com tendência de queda e ainda corre risco de se aproximar perigosamente da zona de rebaixamento. Não era time consolidado, como se falou. e Ceni fez exatamente o que os defensores do tempo e permanência dos técnicos criticam quando os clubes os “professores” no transcurso da competição. Nada diferente. É a velha máxima nacional: para os outros , não arde. sim, não para mim. Cada um, pelas questões pessoais, se julga isento de cumprir o que apregoou.
Ceni deu entrevista contundente, onde misturou sinceridade com excesso de autoestima, tropeçando na soberba que sempre ostentou como atleta.
A vitória contra o Santos foi ilusão de que o mundo havia mudado, embalado que foi pelo imediatismo da crítica, sempre disposta a determinar coisas definitivas em cima de resultados, muitas vezes, incidentais. O Santos perdeu um atleta com um minuto de jogo.
Ceni foi ameaçador, porque se sentiu confrontado não só pelo fracasso ululante, como pela crítica que sofreu de Thiago Neves, que é um jogador de caráter bem complicado, mas, que efetuou crítica certeira e consistente. Só não deveria ter feito em público, expondo o treinador.
O Cruzeiro, que vive momento organizacional muito difícil, contratou Ceni baseado mais na fama do que na competência comprovada. Acreditou demais na mídia. Ceni cometeu vários erros crassos no São Paulo, entre eles crer que poderia assumir um time onde foi ídolo, sem estar devidamente preparado como treinador. Tem ainda bastante a aprender.
O encontro com a realidade vai fazê-lo crescer, e sofrer. “No pain, no gain”. Sem dor, não há ganho.

Comments

comments



MaisRecentes

O CAMPEONATO E A SÍNDROME DO CHUVEIRO



Continue Lendo



Continue Lendo

O ESPÍRITO DO 7 X 1 – SCOLARI



Continue Lendo