Pliskova em seleto grupo das que bateram irmãs Williams no mesmo torneio



NEW YORK, NY - SEPTEMBER 08:  Karolina Pliskova of the Czech Republic celebrates against Serena Williams of the United States during her Women's Singles Semifinal Match on Day Eleven of the 2016 US Open at the USTA Billie Jean King National Tennis Center on September 8, 2016 in the Queens borough of New York City.  (Photo by Mike Stobe/Getty Images for USTA)

Além de brilhante atuação na semifinal, em que  atropelou Serena Williams no primeiro set e ganhou a partida com autoridade, a tcheca Karolina Pliskova conseguiu outro feito ao obter vaga na final do US Open. Ela também entrou para o seleto grupo de jogadoras que eliminaram as irmãs Williams num mesmo torneio. Ao longo da história, apenas oito tenistas conseguiram o feito de derrotar Venus e Serena na mesma competição. Em Grand Slams, foram apenas quatro (veja a lista abaixo) .

Independentemente de quem vença a final no estádio Arthur Ashe neste sábado, será uma inédita campeão. A alemã Angelique Kerber nunca havia chegado numa final em Flushing Meadows enquanto Pliskova nunca havia atingido a segunda semana do Grand Slam de Nova York.

No duelo entre elas, Kerber tem pequena vantagem, com 4 a 3 em sete confrontos. Mas o momento é bastante favorável à tenista checa, que venceu a última partida (2 a 0, com 6-3 e 6-1 na final do torneio de Cincinnati).  No último mês, Pliskova bateu cinco top 10 do ranking. A tenista de 24 anos vem com uma série de 11 vitórias seguidas, que começou justamente com o título em Cincinnati, e tem retrospecto de 23-4  desde junho. Ela também lidera o tour feminino em aces, com 440 nesta temporada. Com sua campanha nas quadras de NY, será a nova número 6 do mundo na próxima lista da WTA.

“Tudo isso me deu muita confiança. E tênis é confiança. Se você acredita em si mesmo, pode vencer qualquer um, ainda mais no feminino. Não se trata só do jogo, é muito mental. Agora eu realmente acredito que posso vencer qualquer um”, disse.

Já do outro lado, Kerber também está no auge. Com a derrota de Serena na semi, atingiu o posto de número 1 do mundo. Após a derrota para a rival em Cincinnati, a alemã promete algumas mudanças em seu jogo. “Meu saque tem de entrar bem. Tenho de me mexer mais e ser mais agressiva  do que em Cincinnati, quando devolvi muitas bolas. Vou mudar isso um pouco, ir para cima e ser mais agressiva”, disse a atual campeã do Aberto da Austrália.

TENISTAS QUE VENCERAM AS IRMÃS WILLIAMS NO MESMO TORNEIO

Arantxa Sanchez-Vicario:  1998 – Sydney: Serena (semi) e Venus (final)

Steffi Graf:  1999 – Sydney: Serena (round 2) e Venus (quartas)

Martina Hingis: 2001 – Aberto da Austrália:  Serena (quartas) e Venus (semi)

Kim Clijsters: 2002 – WTA Finals: Venus (semi) e Serena (final)

Lindsay Davenport: 2004 – Los Angeles: Venus (semi) e Serena (final)

Justine Henin: 2007 – US Open:  Serena (quartas) e Venus (semi)

Kim Clijsters: 2009 – US Open: Venus (round 4) e Serena (semi)

Jelena Jankovic: 2010 – Rome: Venus (quartas) e Serena (semi)

Karolina Pliskova: 2016 – US Open: Venus (round 4) e Serena (semi)



MaisRecentes

Caso Wellington: erro do jogador e show de hipocrisia por parte da mídia esportiva



Continue Lendo

As lições deixadas pela Taça Guanabara



Continue Lendo

Bota: um jogo que vale mais do que uma vaga na fase de grupos da Libertadores



Continue Lendo