As lições deixadas pela Taça Guanabara



Flu

 

O jogão entre Flamengo e Fluminense teve todos os atrativos do bom futebol. Rivalidade, gols, viradas e emoção levada às últimas consequências com a decisão nas penalidades. E pensar que por muito pouco tudo isso nem teria público no estádio ou então torcida única…

E é justamente aí que está a maior lição da decisão da Taça Guanabara. Ela foi dada pelos dirigentes. Sim, os mesmos dirigentes tão criticados e questionados. E por uma ironia do destino, curiosamente os dirigentes do Rio de Janeiro, estado que durante muitos anos viu seu futebol atravessar decadência, com Estadual praticamente sem público, seguidos rebaixamentos no Brasileirão, tapetão pra lá e pra cá e um longo período de Caixas D’Água da vida.

Mas isso, em partes, mudou. Com exceção de Eurico Miranda, de uns tempos para cá os dirigentes dos clubes do Rio têm outro perfil. Gente como Eduardo Bandeira de Mello elevou, e muito o nível, da classe. Ao não aceitar portões fechados nem torcida única na decisão da Taça Guanabara, os cartolas cariocas mandaram um claro recado e ganharam a queda de braço.

Se os dirigentes paulistas tivessem 10% desse engajamento para tentar defender seu “produto” talvez a situação fosse outra. E apesar de ter um futebol um pouco mais mais profissional e organizado, São Paulo segue sem bandeiras, com torcida única (e com torcedores morrendo longe dos estádios)…

Por fim – e sem querer desmerecer a Taça Guanabara, sobretudo pela sua tradição – é preciso não se deixar levar pela euforia demasiada. Festejar a conquista, sim, mas dar-lhe um peso maior do que o real é querer se enganar. Ano após ano a comemoração do torneio parece um pouco exagerada. Hino, confete, pôster, volta olímpíca…. Lembremos: são apenas sete jogos e o significado é relativo. Para piorar, diferentemente de outros anos, agora o campeão da Taça Guanabara não está nem classificado para a decisão do Estadual. Classifica apenas para a semifinal do Campeonato Carioca. Ou seja, parabéns ao Fluminense, mas segue a vida.



MaisRecentes

World Series de beisebol inicia hoje: duelo dos melhores da temporada e dos opostos



Continue Lendo

Nova chuteira de Neymar tem linha do tempo com datas históricas da carreira



Continue Lendo

A lembrança e a saudade de Waldir Peres



Continue Lendo