Por que o Corinthians usa no hino a frase “Campeão dos Campeões”?



taca_apea_30

Jornal Folha da Manhã destacando o título do Corinthians, em 24 de fevereiro de 1930. Foto: Reprodução/Yahoo

 

Incluso ao hino do Sport Club Corinthians Paulista composto na década de 1950, por Lauro D’Ávila, a frase “o campeão dos campeões” é uma referência atribuída ao título honorário do clube da Taça APEA, também conhecida como Taça Campeão dos Campeões, diante do Vasco da Gama, em 1930. Promovida pela Associação Paulista de Esportes Atléticos, a competição foi uma disputa entre o campeão carioca e o paulista do ano anterior.

 

Já tendo vencido a primeira partida por 4 x 2, no parque São Jorge, o Corinthians sagrou-se campeão após nova vitória por 3 a 2, em São Januário, com gols de De Maria, Peres e Gambinha, no dia 23 de fevereiro de 1930. Foi a primeira conquista interestadual da história do clube. Assim, não demorou muito para que o time, famoso na época pela luta dentro de campo, ganhasse a alcunha de “Campeão dos campeões”.

 

Antes da criação de D’Ávila, o Corinthians teve um outro hino gravado na década de 1930,  com letra de Eduardo Dohmen, música de La Rosa Sobrinho.

 

Campanha – Taça APEA de 1930
16 de fevereiro de 1930  – CORINTHIANS 4 X 2 VASCO DA GAMA
23 de fevereiro de 1930 – VASCO DA GAMA 2 X 3 CORINTHIANS

FICHA TÉCNICA do jogo decisivo
CORINTHIANS: Tuffy, Rafael e Del Debbio; Nerino, Guimarães e Munhoz; Filó, Peres, Gambinha, Rato e De Maria. Téc.: Virgílio Montarini
VASCO: Waldemar, Itália e Brilhante; Tinoco, Fausto e Mola; Paschoal, Paes, Russinho, Mário Mattos e Bahiano. Téc.: Henry Welfare

 

 

A famosa taça "Campeão dos campeões". Foto: Corinthians

A famosa taça “Campeão dos campeões”. Foto: Corinthians



MaisRecentes

Inter é o clube que mais revelou brasileiros para a Liga dos Campeões 2017/18



Continue Lendo

Charles Miller era corintiano? Nós checamos



Continue Lendo

Desde 2003, nunca um campeão brasileiro perdeu três rodadas seguidas



Continue Lendo