Lucão & Cia – 10 brasileiros ‘velhos conhecidos’ que foram rebaixados na Europa



Lucão estreia com camisa do Estoril (Foto: Oficial Estoril)

Formado no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, Lucão foi considerado por muito anos uma grata revelação do São Paulo Futebol Clube. Capitão nas seleções brasileiras de base, o zagueiro subiu para o profissional em 2013 e logo começou a ser escalado com frequência no time titular. No entanto, tudo mudou quando o jogador passou a ser alvo de críticas da torcida por conta de seguidas falhas.

Afastado e já com uma situação insustentável no Morumbi, viu no Estoril, em 2017, a possibilidade construir uma carreira consolidada e cheia de conquistas em um clube da Europa. Mas, mesmo contando com a confiança dos dirigentes e torcedores, acabou vivenciando de perto o “outro lado da moeda”: Sofreu com lesões, jogou pouco e ainda fez parte do pior plantel desta temporada na elite de Portugal.

Diferente do que muito pensam, essa realidade enfrentada por Lucão tem sido cada vez mais frequente entre jogadores brasileiros que cada vez mais desbravam as principais ligas do Velho Continente. Assim, o blog Gol de Canela separou dez velhos conhecidos aqui no país que também presenciaram de perto essa dura realidade.

 

Lucão (Estoril)
Lucão é um dos 14 brasileiros presentes no plantel do Estoril, clube que terminou na lanterna do campeonato português nesta temporada. Ainda tem contrato com o São Paulo até 2019.

 

Douglas Santos (Hamburger SV)
Com passagem pela Seleção Brasileira, o ex-lateral esquerdo do Atlético Mineiro participou da péssima campanha do Hamburgo, um dos clubes mais tradicionais da Alemanha, que culminou com o primeiro rebaixamento da história do clube.

 

Walace (Hamburger SV)
Afastado por indisciplina do time principal desde março, Walace, outro com passagem pela Seleção, também fez parte da trágica campanha do clube alemão. Participou, ao todo, de 18 jogos na temporada.

 

Guilherme (La Coruña)
No La Coruna há quase duas temporada, o ex-corintiano não conseguiu evitar mais um rebaixamento do clube espanhol, o terceiro nos últimos oito anos.

 

Michel Macedo (Las Palmas)
Campeão da Libertadores pelo Atlético Mineiro, Michel jogou 28 partidas na campanha que Las Palmas que resultou no descenso para a segunda divisão do espanhol.

 

Renan Ribeiro (Estoril)
Renan Ribeiro é outro brasileiro que cruzou o Oceano Atlântico para tentar a sorte no Estoril. Aos 28 anos, terminou a temporada como goleiro titular.

 

Lucas Evangelista (Estoril)
Emprestado pela Udinese, Lucas Evangelista foi um dos jogadores com mais partidas na temporada pelo clube português. Foram 36 jogos (34 deles pela Liga), 4 gols e 4 assistência.

 

Victor Andrade (Estoril)
Eterna promessa do Santos e com passagem pelo Benfica, o atacante Victor Andrade teve uma participação regular no rebaixamento do Estoril. Foram apenas 17 jogos, dez como titular.

 

Matheus Savio (Estoril)
Emprestado pelo Flamengo, Matheus Savio, aos 20 anos, teve no Estoril sua primeira experiência no Velho Continente. Fez apenas 7 partidas na temporada, cinco delas já na reta final da Liga nacional.

 

Lucas Claro (Genclerbirligi)
Revelado pelo Coritiba, Lucas Claro teve uma temporada marcada por altos e baixos no futebol turco. Participou de 17 dos 33 jogos do rebaixado Genclerbirligi



MaisRecentes

Anderson está feliz na 2ª divisão turca? Talvez a sua apresentação responda



Continue Lendo

Andreas Pereira quebra tabu de 76 anos da Seleção Brasileira



Continue Lendo

Por onde anda Lenny, ex-Fluminense e Palmeiras?



Continue Lendo