Há exatos 57 anos, o futebol brasileiro estreava na Libertadores



O EC Bahia, campeão da Taça Brasil de 1959, foi o primeiro representante brasileiro na competição

O EC Bahia, campeão da Taça Brasil de 1959, foi o primeiro representante brasileiro na competição

 

A Copa Libertadores da América de 1960, originalmente denominada de Copa dos Campeões da América, foi a primeira edição da competição de futebol mais importante da América do Sul. Organizada pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), o torneio contou com a presença dos campeões nacionais de sete países do continente: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai e Uruguai.

 
O representante brasileiro nesta histórica edição foi o Esporte Clube Bahia. O tricolor de aço, comandado pelo argentino Carlos Volante, havia sido campeão da Taça Brasil de 1959, desbancando o favorito Santos de Pelé.

 
No confronto da primeira fase, os brasileiros tinham como adversário o San Lorenzo, da Argentina, em 20 de abril de 1960. A equipe de Almagro representava seu país depois de quebrar um jejum de 13 anos sem títulos nacionais e tinha em seu plantel o atacante José Sanfilippo, o maior goleador da história do clube.

 
Mesmo com uma das melhores equipes do Brasil na época, o Bahia foi atropelado no jogo de ida pelos argentinos pelo placar de 3 a 0, no estádio de El Palacio. Infelizmente, a vitória por 3 a 2 na volta, que aconteceria no dia 5 de maio, não foi suficiente para os baianos prosseguirem na competição. Mas a histórica participação já é motivo de orgulho para o futebol brasileiro. A equipe retornaria à Libertadores em 1964 e 1989.

 

 

SAN LORENZO (Argentina) 3 x 0 EC BAHIA (Brasil) – 20 de abril de 1960
Estádio: Estádio Tomás Adolfo Ducó (El Palácio), em Buenos Aires (ARG)
Gols: Rossi, Ruiz e Sanfilippo (SAN LORENZO)
SAN LORENZO: Vladimir Tarnawski, Páez, Iñigo, Castillo, Reynoso, Ravecca, Héctor Facundo, Ruiz, Oscar Rossi, José Francisco Sanfilippo, Norberto Boggio.
EC BAHIA: Nadinho, Leone, Henrique Santos, Beto, Flavio Santos, Vicente Arenale Filho, Marito, Alencar, Leo, Ari, Biriba.



MaisRecentes

Decadência? Brasil tem apenas dois treinadores no comando de seleções



Continue Lendo

Quem são os maiores carrascos dos gigantes paulistas no século XXI?



Continue Lendo

1957 – A passagem esquecida de Pelé com a camisa do Vasco



Continue Lendo