Há exatos 57 anos, o futebol brasileiro estreava na Libertadores



O EC Bahia, campeão da Taça Brasil de 1959, foi o primeiro representante brasileiro na competição

O EC Bahia, campeão da Taça Brasil de 1959, foi o primeiro representante brasileiro na competição

 

A Copa Libertadores da América de 1960, originalmente denominada de Copa dos Campeões da América, foi a primeira edição da competição de futebol mais importante da América do Sul. Organizada pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), o torneio contou com a presença dos campeões nacionais de sete países do continente: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai e Uruguai.

 
O representante brasileiro nesta histórica edição foi o Esporte Clube Bahia. O tricolor de aço, comandado pelo argentino Carlos Volante, havia sido campeão da Taça Brasil de 1959, desbancando o favorito Santos de Pelé.

 
No confronto da primeira fase, os brasileiros tinham como adversário o San Lorenzo, da Argentina, em 20 de abril de 1960. A equipe de Almagro representava seu país depois de quebrar um jejum de 13 anos sem títulos nacionais e tinha em seu plantel o atacante José Sanfilippo, o maior goleador da história do clube.

 
Mesmo com uma das melhores equipes do Brasil na época, o Bahia foi atropelado no jogo de ida pelos argentinos pelo placar de 3 a 0, no estádio de El Palacio. Infelizmente, a vitória por 3 a 2 na volta, que aconteceria no dia 5 de maio, não foi suficiente para os baianos prosseguirem na competição. Mas a histórica participação já é motivo de orgulho para o futebol brasileiro. A equipe retornaria à Libertadores em 1964 e 1989.

 

 

SAN LORENZO (Argentina) 3 x 0 EC BAHIA (Brasil) – 20 de abril de 1960
Estádio: Estádio Tomás Adolfo Ducó (El Palácio), em Buenos Aires (ARG)
Gols: Rossi, Ruiz e Sanfilippo (SAN LORENZO)
SAN LORENZO: Vladimir Tarnawski, Páez, Iñigo, Castillo, Reynoso, Ravecca, Héctor Facundo, Ruiz, Oscar Rossi, José Francisco Sanfilippo, Norberto Boggio.
EC BAHIA: Nadinho, Leone, Henrique Santos, Beto, Flavio Santos, Vicente Arenale Filho, Marito, Alencar, Leo, Ari, Biriba.



MaisRecentes

Cruzeiro é a equipe que mais sofre com a “Lei do ex” no Brasileirão 2017



Continue Lendo

Santos se mantém como o único grande que nunca foi lanterna do Brasileirão



Continue Lendo

Quais são os clubes que mais ficaram na liderança do Brasileirão?



Continue Lendo