A Fifa paga aos clubes que cedem jogadores à Copa do Mundo?



Foto: Fabrice Coffrini/AFP

 

Sim. De acordo com os termos da FIFA, todo clube tem direito a um montante monetário por cada atleta cedido para a disputa da Copa do Mundo.

O critério para o pagamento se baseia no número de atletas que cada time “empresta” e no tempo em que eles ficam a serviço de suas seleções. O cálculo começa a ser feito duas semanas antes da abertura do torneio e vai até o dia seguinte à eliminação da seleção a que pertence o atleta. Caso o jogador seja negociado durante este período, a quantia acumulada será entregue automaticamente ao novo clube do atleta, após oficialização do contrato.

Segundo o jornal espanhol “AS”, o valor pago para a Copa de 2018 será de € 7,083 mil diários (cerca de R$ 27,3 mil) por jogador, sujeitos a impostos e deduções. O valor é três vezes maior do que o desembolsado no Mundial de 2014.

 

Quantos os clubes brasileiros receberiam até agora:
Corinthians – R$ 1.856,4 mi* (Por Fagner e Cássio, até 03/07)
Flamengo – R$ 1.476,2 mi* (Por Guerrero e Trauco, já eliminados)
Palmeiras – R$ 955,5 mil* (Por Borja, até 04/07)
Grêmio – R$ 928,2 mil* (Por Pedro Geromel, até 03/07)
Cruzeiro – R$ 873,6 mil* (Por Arrascaeta, até 01/07)
Vasco – R$ 873,6 mil* (Por Martin Silva, até 01/07)
São Paulo – R$ 737,1 mil* (Por Cueva, já eliminado)

*Sujeitos a impostos e deduções



MaisRecentes

6 quarentões que você pensava que já haviam se aposentado



Continue Lendo

Conheça os árbitros que mais marcaram pênaltis na história do Brasileirão



Continue Lendo

4 provas de que o São Paulo não foi rebaixado em 1990



Continue Lendo