1957 – A passagem esquecida de Pelé com a camisa do Vasco



Vasco/Santos de 1957 – Foto: Em pé: Wagner, Paulinho, Ivan, Bellini, Urubatão e Brauner. // Agachados: Iedo, Pelé, Álvaro, Jair Rosa Pinto e Pepe.

 

“O time do meu coração sempre foi o Vasco. Eu gostei muito do Vasco, gosto muito do Vasco” – Pelé, em entrevista à TV Cultura (1977)

 

 

Torcedor vascaíno durante a sua infância, quis o destino que Pelé, com apenas 16 anos, quase conquistasse seu primeiro título profissional com a camisa do próprio Vasco, em pleno Maracanã.

 

Tudo aconteceu na disputa do Torneio do Morumbi de 1957, competição amistosa promovida pelo São Paulo Futebol Clube para celebrar a construção do seu estádio*. Despontando com rara habilidade, a jovem promessa, cujo nome ninguém sabia ao certo se era Pelê ou Pelé, foi “cedida” ao Gigante da Colina – juntamente com os santistas Ivan, Urubatão, Brauner, Álvaro, Jair Rosa Pinto e Pepe – para formar uma espécie de combinado, já que o time principal do Vasco excursionava pela Europa.

 

Ainda reserva no Santos, Pelé havia jogado apenas 30 jogos como profissional (19 vitórias, quatro empates e sete derrotas), mas possuía uma média espetacular de praticamente um gol por partida (0,8 gol por jogo).

 

Dois jogos, quatro gols

A estreia foi contra o Belenenses, de Portugal, no Estádio do Maracanã. Com a cruz de malta no peito, Pelé foi a grande figura do jogo, marcando três gols e dando duas assistências, o necessário para causar euforia na cobertura esportiva da época.

 

Enquanto os questionamentos sobre sua participação da Copa 1958 surgiam, Pelé partiu para o segundo compromisso, também no Maracanã, agora contra os iugoslavos do Dínamo Zagreb. O empate pragmatico por 1 a 1 não deixou de contar com uma boa participação do futuro Rei do Futebol, que marcou mais um gol na oportunidade.

 

 

Gol contra o rival Flamengo

Pelé entre Álvaro e Jair Rosa Pinto

No dia 26 de junho de 1957, Pelé teria o Flamengo pela frente. Em uma partida repleta de criticas ao árbitro Anver Bilate, o jovem, mais uma vez, não decepcionou. Foi, sem dúvidas, o elemento mais destacado do ataque. Aos 27 muitos de jogo, depois de inúmeras chances de gol, passou pelo defensor Pavão e fulminou o goleiro Ari com um chute forte. Era o gol de empate do clássico, já que 17 minutos antes, Dida, ídolo de Zico, havia aberto o placar para o rubro negro.

 

O resultado final de 1 a 1 foi o último confronto de Pelé com a camisa do Vasco da Gama. O combinado ainda fez um quarto jogo na competição, contra o São Paulo, mas dessa vez com a camisa do Santos. Infelizmente, o torneio não chegou ao fim, já que seus organizadores resolveram suspendê-lo devido aos prejuízos financeiros.

 

 

Portas abertas na Seleção
A participação de Pelé no Torneio do Morumbi ajudou no nascimento do futuro craque da Seleção. Com dificuldades de convocar jogadores para a Copa Roca, devido à excursão dos grandes clubes brasileiros para o exterior, Sílvio Pirillo resolveu apostar na promessa para a competição. Ali se iniciava o reinado e a trajetória com o ápice de três títulos mundiais, 115 jogos e 95 gols com a camisa da Seleção.

 

Pelé em sua estreia pela Seleção

 

 

Jogos de Pelé com a camisa do Vasco

 

VASCO/SANTOS 6 X 1 BELENENSES (POR)
Data: 19 de junho de 1957
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Gols: Pelé (3), Álvaro (2), Pepe (Vasco/Santos) e Matateu (Belenenses)
Vasco-Santos: Wagner, Paulinho, Bellini e Ivan; Urubatão e Brauner; Iedo (Artoff), Pelé, Álvaro, Jair (Valdemar) e Pepe.
Belenenses: Pereira, Polido (Moreira), Pires e Carlos Silva; Pires e Vicente (Pelefero); Dimas, Faia, Ricardo Peres, Matateu e Tito.

 

VASCO/SANTOS 1 X 1 DÍNAMO ZAGREB
Data: 22 de junho de 1957
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Gols: Pelé (Vasco/Santos) e Panko (Dínamo Zagreb)
Vasco-Santos: Wagner, Paulinho, Bellini e Ivan; Urubatão e Brauner; Iedo (Artoff), Pelé, Álvaro, Jair (Valdemar) e Pepe.
Dínamo Zagreb: Irovic, Sikio, Crocovic e Croncovic; Koskat e Horvat; Panko (Gaspert), Cercovic, Kong, Angic e Lipozonovic.

 

VASCO/SANTOS 1 X 1 FLAMENGO
Data: 26 de junho de 1957
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Gols: Pelé (Vasco-Santos) e Dida (Flamengo)
Vasco-Santos: Manga, Paulinho, Bellini e Ivan; Urubatão e Brauner; Iedo (Pagão), Pelé, Del Vecchio (Pepe), Jair e Tite.
Flamengo: Ari, Joubert, Pavão e Jordan; Jadir (Dequinha) e Mílton Copolilo; Luiz Carlos, Moacir, Henrique (Duca), Dida e Zagallo (Babá).

 

 

 

Observação: *As partidas foram realizadas nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, sendo sedes o Maracanã e o Pacaembu, já que o Morumbi só ficaria pronto em 1960.

 

 



MaisRecentes

Quem são os maiores carrascos dos gigantes paulistas no século XXI?



Continue Lendo

Brasileirão – Gilson Kleina iguala recorde de participações em rebaixamentos



Continue Lendo

Relembre os craques que já foram recusados no futebol brasileiro



Continue Lendo