Vitória sobre o Palmeiras encerrou jejuns no Vasco



Diguinho fez boa partida contra o Palmeiras (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Diguinho fez boa partida contra o Palmeiras (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

O Vasco sabia da dificuldade que enfrentaria nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Por isso, a vitória sobre o Palmeiras no Allianz Parque foi tão comemorada por jogadores e torcedores. Os números e o retrospecto recente apontavam para uma derrota, mas o Cruz-Maltino conseguiu se superar e vencer pelo placar de 2 a 0.

A vitória fez com que o time de São Januário encerrasse longos e incômodos jejuns. Desde 2000, na final da Mercosul – histórico 4 a 3 de virada -, a equipe não vencia o Palmeiras jogando na cidade de São Paulo. Como visitante, não batia o Verdão desde 2001, quando triunfou pelo placar de 3 a 1, em partida realizada em São José do Rio Preto.

O Vasco encerrou também uma sequência de 14 jogos sem vencer um dos grandes clubes paulistas pelo Campeonato Brasileiro. A última havia sido sobre o mesmo Palmeiras, em 2012, em São Januário.  Jogando em São Paulo, a equipe da Colina não vencia um dos quatro gigantes desde julho do mesmo ano, quando bateu o Tricolor por 1 a 0 no Morumbi, gol de Fagner.

Atuando como visitante, os vascaínos não venciam um time na Série A por dois ou mais gols de diferença desde setembro de 2013, quando goleou o Náutico por 3 a 0, em Recife, com dois gols de Marlone e um de Willie. Contra o quarteto paulista, no Brasileirão, os cruz-maltinos não conseguiam tal feito desde julho de 2011, quando fez 2 a 0 sobre o São Paulo, gols de Eder Luís e Felipe.

Jejuns que se encerram e dão força para o Vasco, e o torcedor vascaíno, seguir acreditando na fuga do rebaixamento. Próximo parada: Corinthians.



MaisRecentes

Próximos seis jogos podem definir o destino do Vasco no Brasileiro



Continue Lendo

As mãos invisíveis



Continue Lendo

As mudanças no Vasco pós-Milton Mendes



Continue Lendo