Vergonha! Acesso sem vergonha!



Fabrício disputa a bola (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

Fabrício disputa a bola (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

Um Vasco no limite da mediocridade. Com um misto de jogadores que estão no início da carreira e outros que caminham para o fim, sem nenhum em seu auge, o time subiu. Num empate sem sal, sem gosto, sem Vasco e sem vergonha, conseguiu o acesso.

Após 37 rodadas, irritantemente com cara de Série B, jogando de igual para igual, o clube retorna à Série A. Nem Maraca cheio fez esse time suar. Não inspirou e muito menos transpirou.

O Vasco, desde o início, fez o mínimo possível para voltar. A lei do menor esforço imperou na Colina.

Montou uma defesa incapaz de parar ‘Pimentinhas’, ‘Pimpãos’ e ‘Nilsons’ – os dois últimos renegados pelo próprio Cruz-Maltino. Um meio de campo que viu Guiñazu jogar por onze, que no fim, na verdade, estava jogando sozinho. Além de um ataque tão inoperante quanto os outros setores, ou até mais.

No Vasco de 2014, parecia que jogo era treino e treino era folga. Ao menos foi o que demonstrou em campo.

Precisava apenas empatar, num Maracanã lotado, contra um dos últimos colocados. Dito e feito. Fez o mínimo que lhe cabia, perante uma torcida que merecia o máximo imaginável. Um time econômico e preguiçoso, com uma torcida esforçada e apaixonada. Um choque de opostos.

O Vasco não teve vergonha de subir desta maneira. Mas nós, torcedores, sim. Ao contrário do que disse Joel Santana, a missão não foi cumprida. Queríamos o Vasco de volta, não apenas a Série A. E isso não foi conquistado.

A torcida não vaiou o ano que terminou, mas sim a temporada que sequer começou!

Que em 2015 sejamos mais Vasco!

Ps: Segundona nunca mais, ok?!

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Falta de dinheiro ou má gestão? Vasco contratou dois times apenas em 2018



Continue Lendo

A importância de Maxi López no Vasco



Continue Lendo

Ríos diminui diferença para Yago Pikachu no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo