Vasco vem tendo sua pior média de gols dos últimos 45 anos



Luis Fabiano tem desfalcado o Vasco (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)

Luis Fabiano tem desfalcado o Vasco (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)

Quando contratou Luis Fabiano, no início da temporada, o Vasco tinha como objetivo voltar a ter um centroavante de respeito em seu ataque. Fabuloso, porém, até agora, só esteve em campo em 19 dos 48 jogos disputados pelo clube em 2017, tendo marcado somente seis gols.

E essa falta de um artilheiro tem sido sentida pela equipe, que vem tendo dificuldades para balançar as redes – detalhei isso na coluna de domingo. O time marcou apenas 51 vezes no ano, obtendo uma média de 1,06 por partida. É a sua pior marca desde 1972, quando anotou 73 tentos em 72 confrontos – 1,01/j.

Curiosamente, naquele ano, o Vasco também havia feito uma contratação de peso: Tostão.

Atuando ao lado de Gílson Nunes, de um jovem Roberto Dinamite e por vezes com o experiente Silva, o Batuta, o tricampeão mundial com a Seleção Brasileira não conseguiu repetir as atuações que teve pelo Cruzeiro – o atacante havia sofrido um grave problema no olho esquerdo, que acabou encurtando sua carreira.

Tostão encerrou a carreira no Vasco (Foto: Acervo Estadão)

Tostão encerrou a carreira no Vasco (Foto: Acervo Estadão)

Outra curiosidade: no Brasileiro de 72, o Vasco obteve exatamente a mesma média de gols da atual equipe, de um por jogo. Na ocasião, foram 28 tentos em 28 rodadas. Agora, são 26 em 26 – o 4º pior ataque do campeonato.

O desempenho ruim do ataque, porém, não impediu que o clube fizesse uma campanha razoável naquele ano. Com Andrada no gol e a dupla de zaga Moisés e Miguel – Joel Santana também foi titular em alguns duelos – funcionando muito bem, o time terminou o Brasileirão na 7ª colocação. Posição que, hoje, colocaria o clube na Libertadores do próximo ano.

Balançar as redes, entretanto, não é um problema recente no clube. A última vez que a equipe ultrapassou a marca dos 100 gols em uma temporada foi em 2012, quando fez 107 em 68 confrontos. Desde o desmanche do time que ficou conhecido como Trem Bala da Colina, campeão da Copa do Brasil em 2011, porém, este número não foi mais alcançado.

E, ao menos que goleie em todos os 12 jogos que fará até o fim da temporada, não será dessa vez que alcançará os três dígitos novamente.

DESEMPENHO OFENSIVO DO VASCO NOS ÚLTIMOS ANOS:

2017 – 51 gols em 48 jogos – 1,06 de média
2016 – 96 gols em 64 jogos – 1,50 de média
2015 – 79 gols em 69 jogos – 1,14 de média
2014 – 95 gols em 65 jogos – 1,46 de média
2013 – 92 gols em 62 jogos – 1,48 de média
2012 – 107 gols em 68 jogos – 1,57 de média
2011 – 132 gols em 75 jogos – 1,76 de média
2010 – 97 gols em 69 jogos – 1,40 de média
2009 – 115 gols em 64 jogos – 1,79 de média
2008 – 123 gols em 69 jogos – 1,78 de média



MaisRecentes

Após mudança de técnico, Vasco foi o time que mais pontuou no Brasileiro, ao lado de Palmeiras e Cruzeiro



Continue Lendo

O ‘anti-gol’



Continue Lendo

Vasco volta a vencer três jogos seguidos na Série A do Brasileiro após cinco anos



Continue Lendo