Vasco precisará se superar contra paulistas



Vasco teve a chance de vencer o São Paulo (Foto: Alan Morici/ LANCE!Press)

Vasco teve a chance de vencer o São Paulo (Foto: Alan Morici/ LANCE!Press)

O Vasco se colocou numa situação nesta reta final de Campeonato Brasileiro onde apenas uma campanha perfeita dará garantia de permanência do clube na Série A. Isso seria vencer cinco dos cinco jogos que faltam, obtendo 100% de aproveitamento. Assim, chegaria aos 45 pontos e alcançaria o ‘número mágico’ tão falado pelos matemáticos nestes anos. É possível se salvar com menos, mas não é garantido.

Porém, para alcançar esta marca, o Cruz-Maltino terá que encerrar um longo jejum contra os grandes clubes de São Paulo. Nas cinco últimas rodadas do Brasileirão, a equipe de São Januário terá nada menos do que três paulistas pelo caminho: Palmeiras, Corinthians e Santos, todos brigando no topo da tabela.

A última vitória vascaína sobre um dos quatro gigantes na competição foi em 12 de setembro de 2012, contra o Verdão – adversário deste domingo. Na ocasião, jogando em São Januário, venceu por 3 a 1, com gols de Juninho Pernambucano, Nilton e Tenório. Luan marcou o tento palmeirense. Do atual elenco, apenas o zagueiro Luan e o atacante Eder Luis atuaram neste jogo, ambos entrando na etapa final. Fernando Prass, atualmente defendendo o Palmeiras, ainda vestia a Cruz de Malta na época.

Felipe ainda atuava pelo Vasco (Foto: Divulgação/Vasco.com.br)

Felipe ainda atuava pelo Vasco em 2012 (Foto: Divulgação/Vasco.com.br)

Desde então, foram 14 duelos, com nove derrotas e cinco empates. Contra o São Paulo, no último confronto, o time carioca vencia por 2 a 1 até os 42 minutos do segundo tempo, teve chances para ampliar o placar, não aproveitou e acabou sofrendo o empate no fim. Poderia ter encerrado lá o incomodo jejum, mas bobeou e se complicou.

Agora, o clube terá não só que encerrar a escrita contra os grandes paulistas, mas também terá que vencer mais de um num curto espaço de tempo. ‘Milagre’ e ‘superação’ passam a ser as palavras de ordem na Colina.

JEJUM DO VASCO CONTRA GRANDES DE SÃO PAULO

10/10/2012 – Vasco 0x2 São Paulo
14/10/2012 – Santos 2×0 Vasco
27/10/2012 – Corinthians 1×0 Vasco
29/05/2013 – São Paulo 5×1 Vasco
14/08/2013 – Santos 1×1 Vasco
25/08/2013 – Vasco 1×1 Corinthians
15/09/2013 – Vasco 0x2 São Paulo
10/11/2013 – Vasco 2×2 Santos
17/11/2013 – Corinthians 0x0 Vasco
08/07/2015 – Vasco 0x4 São Paulo
26/07/2015 – Vasco 1×4 Palmeiras
29/07/2015 – Corinthians 3×0 Vasco
12/08/2015 – Santos 1×0 Vasco
18/10/2015 – São Paulo 2×2 Vasco



  • Odil Souto

    A CADA JOGO, MAIS UM ADEUS À SÉRIE “A”!!

  • Claudio

    A cada dia fica mais estreito, continua respirando por aparelhos, e tudo isso tem uma causa; falar demais e sempre achar que não vai acontecer.

  • Rui

    Quase impossível!!!

  • ODILON SILVA = RJ

    Euriquismo virou a festa da paulistada, virou alegria da paulicéia, virou o recreio dos paulista…………….VOLTA VASCO,,,,,,,,,,,,,,,VOLTA EURICO………….O RESPEITO VOLTOU,,,,,,,,,,,,,,,,,

  • ODILON SILVA = RJ

    Temos chance matemática de fugir da degola, então mesmo agonizantemente vamos acreditar e incentivar…………Tá falando isso, porque tinha gente amiguinha do Eurico Miranda que acreditava, apoiava o time montado no começo do ano, apoiava tudo do SADDAM MIRANDA, agora que o bagulho ficou sinistro, o bicho começou pegar, eles pularam fora, tiraram o corpo fora,deixaram SADDAM MIRANDA sozinho, na rabuda………………

  • Ricardo

    Nunca acreditei que o Vasco sobrevivesse, principalmente depois de 2 fatos – a volta de Celso Roth e de Eurico Mirando. Duzentos mil passos trás.

MaisRecentes

Em enquete, Anderson Martins é eleito o melhor do Vasco em campo pelo segundo jogo consecutivo



Continue Lendo

Artilheiro do Vasco no ano, Nenê dispara na liderança do Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo

O drible de PV, o gol de Nenê e o 0 a 0 que balançou as redes



Continue Lendo