Vasco precisa mudar a mentalidade para fugir da gangorra



Nenê voltou ao time contra o Londrina, mas não teve grande atuação (Foto: Carlos Gregorio Jr/Vasco)

Nenê voltou ao time contra o Londrina, mas não teve grande atuação (Foto: Carlos Gregorio Jr/Vasco)

Quando se tenta largar um vício, um hábito, uma das primeiras coisas que precisam ser feitas é mudar a forma de pensar. É necessário forçar uma alteração no comportamento para alcançar novos objetivos. E é exatamente isso que parece faltar ao Vasco.

Contra o Londrina, mais uma vez o time jogou mal. Foi dominado, correu riscos e venceu num gol fortuito. Saiu com três pontos mas poderia ter saído sem nenhum, pois novamente não soube construir seu triunfo. Ele veio ao acaso. Pior: a equipe saiu satisfeita com isso.

A mentalidade exposta por Jorginho na entrevista pós-jogo, onde disse que prefere ver o time jogando mal mas ganhando, mostra bem o porquê do Vasco estar nesta situação atualmente. Um clube que deveria estar atuando bem na Série A hoje joga feio na B e se dá por satisfeito.

Não se trata apenas de vencer, mas de recolocar o clube em seu devido lugar. E isto não é somente uma questão de divisão, mas de postura e pensamento.



MaisRecentes

Bruno César não é Maxi López



Continue Lendo

Sub-20 do Vasco poderá superar o desempenho do time de 2010, que revelou Allan e Luan



Continue Lendo

A Martín o que é de Martín



Continue Lendo