Vasco, Inter de Milão e o zagueiro



Italo trocou o Vasco pela Inter de Milão (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)

Italo trocou o Vasco pela Inter de Milão (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)

Neste sábado fiz uma matéria falando da transferência do zagueiro Italo Santos do Vasco para a Inter de Milão e me surpreendeu a dimensão que a notícia ganhou, já que o defensor era pouco conhecido.

Na redes sociais, muitos torcedores lamentaram a saída do jogador como se fosse o fim do mundo, a depredação da base e etc. Não é bem assim. Italo é um bom jogador, jovem, mas não é fora do comum. Ou ao menos não vinha sendo.

Do time de juniores do Vasco que disputou a última Copa São Paulo, o defensor talvez seja o atleta que tenha tido as atuações mais discretas. Nada fora do normal, nada que tivesse despertado grande atenção.

Pode ser que Italo surpreenda, cresça e evolua lá fora e se torne um grande zagueiro, mas sai daqui como aposta da Inter, não uma promessa do Vasco. Promessas são Evander, Cosendey, Caio Monteiro, Kayzer, Andrey… E estes ainda estão na Colina.

Luan, por exemplo, teve muito mais destaque na base, inclusive chegando à Seleção, que Italo. E mesmo assim ainda é muitas vezes cornetado pela torcida. Até mesmo o seu parceiro de zaga, Kadu Fernandes, vinha tendo mais destaque.

Ou seja, Italo ganhou mais atenção por sair do clube do que pelo que vinha jogando até então. Repito: é um bom jogador, mas não sai daqui com a expectativa de se tornar um grande craque. Bem diferente de Philippe Coutinho.

O que a Inter viu que nós não víamos, eu não sei. Mas viu. Bom para o menino, que irá ter uma experiência no exterior logo após completar seu primeiro ano de júnior. Mas não necessariamente é ruim para o Vasco.

Verdade é que se tivesse sido dispensado ou liberado para um clube pequeno do Brasil, ninguém falaria nada, já que até então era desconhecido do grande público. Porém, como foi para a Europa, e nós achamos que lá eles sacam muito mais de bola que a gente, já achamos que perdemos quem seria o ‘novo Dedé’.

Não me parece ser o caso.

Se a notícia fosse ‘Vasco contrata o zagueiro Italo, de 19 anos’, as criticas estariam jorrando da mesma maneira. Afinal, se chega algum jovem reclamam por ser desconhecido, mas se vendem é uma grande promessa. Temos que ter calma. Basta lembrar que o mesmo clube que levou Coutinho e agora Italo, já levou também o Alberoni, que foi banco do Roberto Lopes em 2006.

Não sei os valores da negociação e nem se o Cruz-Maltino manteve alguma porcentagem do atleta, mas espero que sim. Afinal, é cria do Vasco.

Vou torcer bastante para que ele evolua lá o que ainda não havia evoluído aqui, e que tenha tanto sucesso que compararemos o seu caso ao de Coutinho e não ao de Alberoni.

Na verdade, se foi uma boa ou não, depende mais dos valores do que de outra coisa. O defensor estava longe de ser um atleta inegociável.

Espero que Italo seja muito mais do que vinha prometendo ser, surpreenda e, de quebra, o Gigante ainda leve uma grana por ser o clube formador. Por enquanto, nos resta torcer para que o garoto vá bem.

Sucesso, zagueiro!

ACOMPANHE O BLOG DO GARONE NAS REDES SOCIAIS:

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone



  • Alexandre F.G.

    Garone, excelente matéria! A única ressalva é que o Alberoni só foi banco do Roberto Lopes em 2006 porque o técnico era o Renato Gaúcho, o mesmo que insistia com Valdir Papel (e fez aquele papelão, com perdão do trocadilho), que sacou o Muriqui e que constantemente brigava com o Ramon, então suas opções não são referências, até porque o Alberoni podia não ser um craque, mas na posição de volante era muito melhor que Roberto Lopes, Ygor, Andrade, Ives, Amaral e Coutinho, sem falar que na ‘Geração 84’ chegou a jogar mais avançado, de meia -armador pelo lado esquerdo.

  • Reginaldo Rabelo

    O que eu não consigo me conformar, meu caro Garone, é com a falta de informações. O Ítalo não foi transferido(seu contrato com término em jun/2017, continua vigente e registrado na CBF e no BIRA da FFerj), e ninguém do Vasco vem a público esclarecer qualquer coisa.
    Aliás, a falta de transparência no nosso clube já vem de mais de 20 anos e não muda nunca.
    Por estas coisas é que cancelei minha participação no Programa de Sócios(o Vasco é meu) e deixei de pagar quando vi que o Vasco – naquele momento – somente servia a Dinamite e seus familiares. Da mesma maneira, parei de injetar dinheiro no Vasco Dívida Zero(cheguei a contribuir com R$ 1.400,00 como consta lá na relação de participantes).
    Do mesmo jeito que estão fazendo agora no “caso Ítalo”, procederam em relação ao Felipe Bastos(que informações vindas do Sul dão como tendo o Grêmio comprado parte de seus direitos). Triste ser vascaíno com os dirigentes que tínhamos e temos(tudo farinha do mesmo saco).

  • O problema não é a venda, em si, mas a falta de transparência. Como disse o Reginaldo Rabelo, só ficamos sabendo disso por que você noticiou, mas ninguém sabe detalhes da negociação. Parece que você não entrou ou não quis entrar no âmago da questão: a falta de transparência. Ora, se precisa vender, que venda, mas que seja devidamente informado os valores, detalhes, da negociação. Por quanto e para onde foi o dinheiro? É por isso que a torcida tá P da vida. Transparência faz bem para todos, inclusive para a nova diretoria. Se não interessa, é porque há outros interesses! Saudações!

  • Fred

    Pois é. Ele era tão destaque, que imprensa e torcida só falavam em Jordi, Renato Kayser, Evander, Caio Monteiro… E quem anunciou a saída dele ? Só você, Garone. Os outros sites simplesmente copiaram do que você escreveu. Portanto, a imprensa não deu a menor importância, não correu atrás de nada.

    Eu acho engraçado exigirem transparência dessas coisas. É querer demais que o Vasco se posicione sem ser questionado pela imprensa. E as pessoas se esquecem que esse jogador chegou ao Vasco em 2009 e assinou por 3 anos em 2014. Quem era o diretor-executivo de futebol nessas ocasiões ? O endeusado Rodrigo Caetano, que muitos vascaínos sem noção diziam querer vê-lo como presidente do Vasco. O gaúcho, que foi para o Fluminense e hoje está no Flamengo… O cara é profissional, nunca foi Vasco.

    E quem garante que o contrato firmado não era lesivo ao Vasco, com multa rescisória baixa, cláusula possibilitando rescisão unilateral se aparecesse uma boa proposta para o jogador, o Vasco só ficando com um trocado, como 20% de uma venda ? Há várias possibilidades.

    Enfim, se vocês conhecem jornalistas esportivos, cobrem deles que perguntem aos atuais dirigentes e até mesmo aos antigos, como o Caetano. É realmente esperar demais que o Vasco emita, por conta própria, uma nota oficial sobre a saída de um jogador da base.

    • Reginaldo Rabelo

      Saiu algumas matérias em jornais e sites(ESPN, FOX, UOL, entre outros), antes mesmo do excelente blog do Garone. Quando se fala em transparência é porque as transferências de jogadores profissionais(apesar da idade é profissional do Vasco com contrato até JUN/2017) envolvem algum valor financeiro. Na draga em que o Vasco se encontra – estou falando financeiramente – é importante que a comunidade vascaína seja esclarecida do que acontece(é lamentável, mas como disse isto acontece há mais de duas décadas). Aliás, por conta da falta de maiores esclarecimentos em transferências é que o Vasco tomou uma multa altíssima do Banco Central na ida do Bebeto para o La Corunha, que paga até hoje(recentemente houve um novo parcelamento do débito). Quanto ao Ítalo, também não é esse bonde todo que querem colocar: é um bom jogador, firme, rápido(fundamental para um zagueiro), alto. Enfim, com qualidades. Espero que nos próximos dias – em se confirmando a venda(o que somente se concretizará com a rescisão do contrato e a respectiva transferência – saibamos finalmente o que entrou nos combalidos cofres do clube. A propósito: prometeu-se – no início da pre-temporada – que a partir de janeiro/15, o pagamento sairia sempre no dia 10. Vamos ver o que se noticiará na 3a. feira. Ainda no assunto transparência: E o contrato da Caixa que expirou em agosto/2014? Continua na mesma? O Vasco divulgando sem nada receber?

      • André Schmidt

        Desculpa Reginaldo, mas você está equivocado. A notícia foi dada por mim e só por mim. Inclusive, até agora, só eu dei a notícia, outro portais apenas replicaram a minha informação. Até porque, fiquei sabendo da transferência diretamente pelo jogador e não pelo clube.
        Quanto a ‘falta de transparência’, na verdade o clube tem obrigação de informar o valor apenas em seu balanço, antes disso, só se quiser.
        SV! /+/

        • Diogo

          Naquele balanço que sempre sai atrasado ne?

          Vc não acha melhor e mais transparente, o clube divulgar antes? Mesmo pq não é todo sócio que tem acesso a esse balanço e saiba interpretar o que está ali.

          • André Schmidt

            Sim, acho melhor que informem antes, mas não é uma obrigação. E outra, como já disse: a informação da transferência do jogador foi dada por mim, não pelo clube. Pode ser que o Vasco ainda solte uma nota oficial sobre isso e dê mais detalhes. Fiquei sabendo da negociação diretamente pelo jogador.
            SV! /+/

      • Fred

        Reginaldo, sobre outros sites terem divulgado a saída dele, o André já esclareceu. Você deve estar se referindo a notícias passadas, apesar de eu não ter encontrado nenhuma. Aliás, no site vascaíno mais conhecido, procurando pelo nome dele no assunto das notícias, só voltam 8 sobre ele.

        Nessa idade, fica difícil prever se ele vingará. Já passaram muitos zagueiros promissores pelos juniores do Vasco que não deram em nada. Salvo engano, há alguns anos veio uma dupla do Tigres do Brasil que muitos enalteciam. O que aconteceu com eles ?

        O que eu quis não foi menosprezar as qualidades dele, mas ressaltar que praticamente ninguém falava dele até essa transferência acontecer.

        Total transparência seria ideal, mas eu acho que isso não acontece nem nas maiores empresas, muito menos em clubes ditos certinhos como Cruzeiro, Internacional, São Paulo… É esperar pelo balanço ou por alguém do Vasco ser questionado.

    • Diogo

      Vai me desculpar Fred, mas é justamente isso do que se espera de uma instituição que possui sócios e pessoas que contribuem das mais variadas formas: que o clube emita, por conta própria, uma nota oficial sobre a saída de qualquer jogador! Senão abre espaço p mais desconfiança ( que diga-se de passagem, essa diretoria que ai está tem bastante).

      Sobre o Caetano, realmente, não me importo se ele já foi p flu e agora está no fla, oq me importa é a competência e profissionalismo do cara, e isso ele pode mostrar qnd esteve no Vasco. Nenhum elenco que ele montou foi pior do que o elenco que temos agora.

      • Fred

        Diogo, pode ser o que você e outros esperam. Eu não espero, apenas acho que quanto mais transparência nesses e em outros assuntos, melhor. Agora, eu duvido que clubes da moda no Brasil, como Cruzeiro, Internacional e São Paulo, façam isso. Eles no máximo noticiam a saída de um ou outro jogador, principalmente os mais badalados da equipe principal.

        Não discuto as qualidades do Caetano, mas não seria por 2014 que eu sentiria falta dele. Sem dúvida, nas duas passagens dele pelo Vasco, ele acertou muito mais do que errou. Mas ele também errou bastante, e dependendo do que foi acordado quando ele firmou o contrato com o Ítalo, esse caso pode cair na conta dele e da antiga diretoria, porque se você faz um contrato ruim, fica difícil reverter lá na frente.

  • Perfeito o comentário ! AVANTE VASCÃO !

  • ODILON SILVA – RJ

    Seria a venda desse jovem valor, apenas o começo de uma cortante, quem será o próximo jovem valor vascaíno ser vendido precocemente por preço de banana, isso que preocupa. A sensação que a preferência é por jogadores de empresários, independente da qualidade desses jogadores, eles tem que jogar de qualquer forma. A galera pedindo transparência, esclarecimento, prestação de conta, galera nada mudou, nosso VASCO vive esse carma.

  • Diogo

    Realmente, o que eu acho pior nessa história toda é a falta de transparência da negociação, não se falou de valores, nem nada.
    Seja uma promessa ou não seja, isso é oq mais me preocupa. Além do fato de vender um jogador da base, que poderia ser aproveitado no time, e contratar 1828932 barangas para o time principal, não me parece ser uma boa escolha.

MaisRecentes

Pikachu ganha quatro posições no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo

O ‘chef’ Milton Mendes



Continue Lendo

Vasco rescinde com atacante do sub-20



Continue Lendo