Torcida do Vasco precisa se unir, não rachar



Torcida faz linda festa em São Januário (Foto: Marcelo Sadio/Vasco)

Torcida faz linda festa em São Januário (Foto: Marcelo Sadio/Vasco)

Qual o objetivo de uma torcida organizada? Como diz o próprio nome, é uma forma de organizar, reunir, torcedores de um time em prol do clube. Na teoria, e algumas vezes até na pratica, isso funciona. É lindo chegar no estádio ver os bandeirões tremulando, a bateria fazendo o aquecimento, músicas novas surgindo… Esse é o real sentido – ou deveria ser – das organizadas.

Mas quando se perde a organização, se perde também a torcida e também o objetivo.

Torcida organizada deveria comandar a festa, não acabar com ela. Elas foram criadas para serem exatamente o ponto de união dos torcedores, não o motivo de discórdia entre eles. Quando acrescentam política e poder, tiram o foco do clube e passam a prevalecer questões pessoais. Não se podem misturar as coisas.

Quem já foi num aquecimento de bateria da Força Jovem, sabe o quanto aquilo faz parte da experiência de ir à São Januário. Assim como pular com a galera da GDA, cantar ao lado do pessoal da Ira, acompanhar o ressurgimento da Força Independente, tomar uma gelada na entrada com o pessoal da Rasta e por aí vai.

Todas com suas peculiaridades e características, mas todas formadas por vascaínos. E é que isso que interessa.

Não importa se você apoiou fulano ou beltrano nas eleições, o que nós une é ser Vasco e isso é maior que qualquer outra diferença. Se não podem ser amigos, que ao menos se respeitem e, principalmente, respeitem nosso clube e nossa torcida, organizada ou não.

Ninguém sai ganhando com rachas. Pelo contrário, isso só enfraquece.

O rompimento de Eurico Miranda com a maior organizada do clube não deve ser encarado como uma nova rixa dentro do Vasco ou mais uma briga interna a ser travada, mas sim como um aviso de que as coisas precisam mudar para voltarmos a trilhar o caminho certo. É hora de sentar, conversar, restabelecer a ordem e seguirmos em frente. Unidos!

Juntos, como vascaínos e Vasco. Só. Sem mais divisões. Sem lado A, lado B, cordão de isolamento, entrada separada e etc. Apenas vascaínos e mais nada.

O Vasco é muito maior que tudo isso! Somos todos Vasco!

Saudações vascaínas! /+/

ACOMPANHE O BLOG DO GARONE NAS REDES SOCIAIS:

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Revelado pelo Vasco, Lorran acerta com clube do Chipre



Continue Lendo

Com Maxi López e Henríquez, Vasco chega a 37 estrangeiros contratados nos anos 2000



Continue Lendo

Maxi López no Vasco



Continue Lendo