Thalles ou Dutra? A nova dúvida de Jorginho



Dutra tem apenas um gol pelo Vasco (Foto: Jorge Rodrigues/Eleven)

Dutra é o favorito em enquete (Foto: Jorge Rodrigues/Eleven)

O Vasco rodou bastante a sua escalação nos últimos jogos. Seja por ausências ou escolhas de Jorginho, a equipe passou as últimas rodadas sem conseguir definir o modelo tático e os 11 titulares. Na vitória sobre o Paraná, porém, o treinador voltou a pôr em campo uma formação próxima a que deu certo nos início do ano.

Com William de primeiro volante – função antes ocupada por Marcelo Mattos ou Diguinho -, um meio-campo em losango, com Andrezinho e Douglas Luiz fazendo a transição entre defesa e ataque, um por cada lado, e Nenê com liberdade para flutuar, o time voltou a vencer. Melhor: voltou a criar chances claras de gol.

A dúvida de Jorginho agora talvez seja no ataque. Thalles passou em branco nos três jogos em que atuou como titular e acabou perdendo a posição para Júnior Dutra. Porém, após atuação discreta do atacante contra o Paraná, o centroavante entrou e decidiu a partida, encerrando um jejum de nove partidas sem balançar as redes.

O gol deixou em aberto a disputa pela posição.

A mudança, porém, é mais do que apenas de nome. Com Thalles, Éderson é quem fica responsável por cair pelas laterais e ajudar na marcação, assim como fazia Jorge Henrique. Com Júnior, o ataque perde a referência mas ganha em mobilidade, com os dois trocando de posição junto com Nenê.

Para os torcedores, Dutra segue em alta. Em enquete realizada pelo blog no Twitter, o jogador foi o mais votado para formar a dupla de ataque ao lado de Éderson. Caio Monteiro, cria da base, foi outro bastante citado pelos vascaínos.

enquete-ataque



  • Dirceu

    Caro Garone:
    Quando um time joga sem um atacante de referência, precisa de uma movimentação muito maior de seus meias e atacantes.
    No time do Vasco, podemos esperar mobilidade no Douglas e no Éderson, mas não no Andezinho e no Nenê. Estes últimos, se correrem o esperado no primeiro tempo, no segundo caem terrivelmente de rendimento.
    Além disso, o Junior Dutra, de verdade, não apresentou um futebol consistente, está muito mais no mundo da esperança do que no concreto mundo real dos gramados.
    Portanto, hoje, a única alternativa que temos é a manutenção do Thales, dar sequência e confiança ao garoto e esperarmos que os gols voltem a se repetir.

  • Dirceu

    Com relação à posição de volante, todos, exceto o Jorginho, sabem que nossa defesa é lenta, pesada.
    Júlio César e Rodrigo não tem velocidade e o Madson (ou Pikachu), marca e cobre mal (oJúlio Cesar, também).
    Fica então evidente, que não podemos jogar sem um volante marcador, com velocidade para a cobertura da defesa, principalmente nos contra-ataques.
    Então por que nosso técnico sacou do time o William?
    Foi ele que deixou de utilizá-lo e é ele mesmo que declara, agora, que o William é muito bom.
    Esperemos que ele tenha se convencido de que esta é a única solução para o sistema um defensivo sem velocidade, a menos que um dos meninos da base Andrey ou Jussa) tenham a capacidade para essa função.

  • Edson

    Já comentei aqui que não importa quem entra ou sai. O que importa é a variação tática e isto outros times já sabem que o Vasco só tem um esquema de jogo(4-3-2-1). Quando foi que o time jogou com três zagueiros? Pra quê uma linha de quatro zagueiros para marcar um ou dois atacantes adversários? Todo mundo já sabe o que o Nenê vai fazer quando tem a bola nos pés. Leva para a perna esquerda e cruza para a área. É um meia lento, sem criatividade e velho. O Jorginho é um técnico com poucos recursos táticos, é um técnico de um só esquema e durante o jogo fica inventando coisas que não treina durante a semana. Não é um técnico estrategista, é limitado táticamente e fica esperando que os jogadores, de repente, resolvam o jogo em uma jogada fortuita.

MaisRecentes

A classificação do Vasco e a torcida única



Continue Lendo

Garçom, Escudero ganha três posições no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo

A fábula do Fabuloso



Continue Lendo