A Taça Guanabara e a fome vascaína



Gilberto é o artilheiro do Vasco no Carioca (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

Gilberto é o artilheiro do Vasco no Carioca (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)

No atual momento do Vasco, não dá para abrir mão de nenhum título. Seja torneio de verão ou Libertadores, quando o time entrar em campo, tem que ser em busca da taça. Vitória é vitória, até no rachão!

A classificação vascaína para a fase final do Campeonato Carioca está muito bem encaminhada, mas isso não pode significar uma tirada de pé da equipe. Terminar em primeiro vale não apenas a vantagem, mas também a Taça Guanabara. E, em época de vacas magras na Colina, até que cairia muito bem em nossa sala de troféus.

Não pela importância ou representatividade da conquista, que já não é a mesma de outrora, mas pelo atual momento do clube. O Vasco precisa reaprender a ser campeão, e nada impede de começarmos por aí.

Não que a Guanabara seja o objetivo, mas ela pode ser um incentivo a mais para os atletas. Dá moral, impõe respeito e aumenta a confiança. Talvez seja o primeiro passo para encerrarmos o jejum no Estadual.

Na próxima rodada, confronto direto com o Botafogo. É vencer, fazer o dever de casa contra os pequenos e brigar cabeça a cabeça com o Flamengo no saldo de gols. Ou até mesmo por um tropeço do rubro-negro, que ainda tem o Fluminense pela frente.

Ou seja, vencer o clássico deste domingo é fundamental para as pretensões do Vasco que, de quebra, ainda pode ficar com a taça do Super Clássicos também. Mais é mais.

Já passou da hora de colocarmos peças novas na nossa Sala de Troféus. Uma por vez.

Ganhar a Guanabara não é o prato principal. Mas, pra quem tem fome, já é algo para se mastigar…

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

A passividade de Zé Ricardo e a vingança de Coudet



Continue Lendo

Curiosidades sobre o duelo entre Racing-ARG e Vasco



Continue Lendo

Vasco regulariza reforço para o ataque



Continue Lendo