Roubado não é mais gostoso



Edmundo deu show em 96 e 97 (Foto: Divulgação/Vasco)

Edmundo deu show em 96 e 97 (Foto: Reprodução/Vasco.com.br)

Acho que posso me considerar um cara um pouco vingativo, por mais negativo que isso possa soar. Fui criado na base do ‘pau que dá em Chico, dá em Francisco’. Ou o famoso toma lá, da cá. Mas com o tempo a gente vai vendo que não é bem assim que funciona.

Lendo a notícia que foi veiculada no UOL Esportes, sobre os dirigentes do Flamengo supostamente estarem preocupados com um possível favorecimento ao Vasco no clássico deste domingo, a primeira coisa que me veio à cabeça foi: “Tomara que o Vasco vença com um gol de mão impedido aos 53 minutos do segundo tempo”.

Mas, pensando bem, é melhor que não seja assim.

Quando os flamenguistas cantam nas arquibancadas que “isso aqui não é Vasco, isso aqui é Flamengo”, soa para eles como um insulto à nós. Mas para os vascaínos, é motivo de orgulho.

Me doeria muito olhar para o Vasco e enxergar o Flamengo nele. Exatamente por serem diferentes que temos a opção de escolha. E eu escolhi ser Vasco.

Quero olhar para o campo e ver o Vasco que meteu 7 a 0 no Rubro Negro, em 1931. Aquele que carimbou a Gávea na inauguração do estádio em 1938, vencendo por 2 a 0. Quero ver o Vasco dos 4 a 1 de 96 e 97. O Gigante dos 5 a 1 de 2000 e 2001.

Edmundo comemora um de seus gols contra o Flamengo (Foto: Divulgação/Vasco)

Edmundo comemora um de seus gols contra o Flamengo (Foto: Reprodução/Vasco.com.br)

Quero o Vasco sendo o Vasco, sem a ajuda ou a interferência negativa da arbitragem ou de qualquer coisa que o valha. No máximo um montinho artilheiro – uma pena o ‘padrão Fifa’ tirar esse personagem de cena.

Quero olhar para o gramado e ver um Clássico dos Milhões digno de suas tradições, e não de suas contradições. Quero ganhar – ou perder – na bola, não no apito.

Roubado não é mais gostoso. Na bola é.

Chega logo, domingo!

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Ríos se torna o 2º estrangeiro com mais gols pelo Vasco na história do Brasileiro



Continue Lendo

As duas faces de um empate



Continue Lendo

Artilheiro do Vasco, Pikachu vem tendo sua maior média de gols da carreira



Continue Lendo