Relembre os estrangeiros contratados pelo Vasco na gestão Dinamite



Abelairas teve rápida passagem pelo Vasco (Foto: Marcelo Sadio/Vasco)

Abelairas teve rápida passagem pelo Vasco (Foto: Marcelo Sadio/Vasco)

Seguindo a série de matérias com curiosidades e estatísticas dos seis anos e cinco meses da gestão de Roberto Dinamite à frente do Vasco, vamos relembrar a trajetória de todos os estrangeiros que passaram pelo clube neste período. No total, foram 14 gringos, uma média de um pouco mais que dois contratados por temporada.

Relembre a passagem de cada um:

Maurício Pinilla – O primeiro a pintar na Colina, chegou ao clube em setembro de 2008. O chileno sofreu uma lesão logo em seus primeiros jogos, terminando o ano com apenas três partidas disputadas e nenhum gol marcado.

Pedro Vera – Paraguaio, chegou ao Vasco para a disputa da Série B em 2009, mas sequer atuou na competição. Sua única participação com a camisa vascaína foi em um amistoso do ‘Expressinho’ na Coréia do Sul.

Milton Benítez – Compatriota de Vera, chegou à Colina junto com o companheiro mas teve mais oportunidades. Ainda assim, foram apenas 4 apresentações e nenhum gol.

Matías Palermo – Primeiro argentino da gestão Dinamite, atuou apenas na estreia do time em 2010, contra a Seleção Capixaba, e acabou dispensado pouco tempo depois.

Júlio Irrazábal – Mais um paraguaio. Chegou ao Vasco em 2010 para brigar pela posição com Fagner, mas não se firmou. Deixou a equipe no ano seguinte, após ter disputado 13 jogos e não ter balançado as redes nenhuma vez.

Leandro Chaparro – Outra decepção. Contratado em 2011 como uma promessa argentina, com passagens pela seleção de base, Chaparro rapidamente caiu no ostracismo em São Januário. Em um ano e meia, disputou apenas 10 partidas e não marcou gols.

Matías Abelairas – Mais um argentino com passagem relâmpago pelo Vasco. Reforço do time para 2012, não ficou mais que três meses no clube, atuando em somente 4 jogos, sem marcar gols.

Carlos Tenório – O primeiro gringo a ter uma sequência na equipe. O equatoriano chegou em 2012, marcou gols mas depois passou a sofrer com seguidas lesões. Deixou o clube no fim do ano passado, após atuar em 48 jogos e marcar 14 gols.

Yoshimar Yotún – Primeiro peruano da história do Vasco, Yotún foi titular durante quase toda a campanha que culminou no rebaixamento do clube em 2013. Foram 33 partidas e nenhum gol.

Santiago Montoya – Um dos estrangeiros que permanecem no clube, o colombiano chegou em 2013 ao Cruz-Maltino. Já foram 42 jogos e 3 tentos marcados.

Guiñazu – Se lesionou logo em sua estreia com a camisa vascaína, em 2013, e praticamente não atuou no ano da queda. Em 2014, bem fisicamente, se tornou capitão e líder do time. São 50 partidas sem ainda ter balançado as redes adversárias.

Martín Silva – O uruguaio chegou no início de 2014 e assumiu o gol vascaíno. Foram 45 partidas na temporada.

Aranda – O 4º paraguaio da lista, chegou à Colina junto com Martín Silva, mas não obteve o mesmo sucesso. Foi reserva na maior parte do ano, atuando em 39 jogos e não marcando nenhum gol.

Maxi Rodriguez – O último reforço estrangeiro da gestão Dinamite, Maxi Rodriguez teve um excelente início pelo Vasco, caindo rapidamente nas graças da torcida. Disputou 21 jogos e marcou três gols.

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone



  • leonardo

    dois que eu gostaria de ter visto melhor nessa lista jogando, mas essa gestão vergonhosa do roberto não deixou
    Maurício Pinilla saiu do vasco para arrebentar na itália e até ser convocado para seleção do chile;
    Matías Abelairas teve pouca oportunidade, mas era um bom meia. com habilidade, porém tentando recuperar o bom futebol que encantou a argentina. achei a sua saída catastrófica; ainda mais que estava voltando de lesão e se adaptando ao país. acho que fez falta. pelo que acompanhei, teve passagem apagada no méxico, chile e romênia, mas sinto que valia um esforço.
    dos atuais, guinazu é um bom volante grosso, mas não necessariamente imprescindível em todos os jogos. preferia ver um pedro ken (pasmem) da vida como esse primeiro voltante. um cara que marca razoalvelmente e tem um bom passe é melhor. acredito que até o jhon cley poderia desempenhar essa função. aranda deveria disputar a vaga do guinazu e não atuar ao seu lado. montoya precisa perder a afobação e criar mais jogadas ao invés de tentar resolver o jogo sozinho.
    espero que esse eurico aposte na base
    marquinhos do sul, yago, thalles, renato kaiser, lorran, henrique, luan até o jhon cley deveria jogar mais…

  • O vasco devia aposta mais na base e trazer jogadores para ser titular e não investe em aposta

  • joão de Deus Martins

    Gostaria de saber quando vai sair a lista de dispensa. O vasco precisa urgentemente de dois laterais ( um direito e um esquerdo), centroavante que faça gols, o Tales não é jogador para ser titular, o vasco precisa de dois cabeças de área para proteger a zaga, precisa de um meia lançador de bola, deve fazer com que Montoya e Max Rodrigues sejam menos individualistas não dá para querer driblar todo mundo, futebol é esporte coletivo, deve dá mais chances a Anderson Sales, experimenta ele com Rodrigues, o Luan não dá pra ser titular na zaga do vasco. tem que saber contratar, evitar os canelas de paus que existem por aí.

  • mauro

    Gostaria de ter noticias como antigamente nomes como Romário,Edmundo,Bismark,Felipe,giovane,Mazinho,mauricinho,Mauro Galvão ,Luizão,oh saudades daquela época .

  • Mauricio

    O Vasco precisa de dois laterais, um meia para a camisa 10 e um artilheiro. Não Temos artilheiro. Precisamos promover a base.

  • Concordo com meu amigo leonardo , Alias nao é atoua que somos quase charás .
    Pinilha e abelairas mereciam serem mais aproveitados naquele time do vasco , eles sim sabiam o que é jogar futebol so faltava ter paciencia , agora aondi esses caras da festão dinamite descobriram que guilherme biteco e rafael silva jogam futebol ? meu deus do ceu , o dakson fas um jogo bom e 20 ruins , ta maluco , Precisamos de jogadores com raça e que jogam com amor ao clube , nao esses caras que chegam agora e nao estao nem ai , precisamos aproveitar a base , jogadores que ja jogam contra flamengo , fluminense e botafogo des de pequeno , pq ai sim vao jogar com raça , vai ter aquela rivalidade antiga , acho que poderiam aproveitar , marquinhos do sul , yago , lorran , jonh clay , martin silva , luan, rodrigo , anderson salles , até o diego renan qe é rasoavel , carlos cesar poderia ser banco , guinazu indispensavel cao de guarda da zaga , Maxi rodrigues , thalles , renatho kaysher , e sem esquecer do talentoso lucas crisprim que na minha opinião deveria ser titular do vasco , mlk é bola .
    e tambem poderiam fazer um trabalho especial com o maxi rodrigues e o montoya para que eles pudessem jogar mais coletivamente e ser menos individualistas .
    agora douglas , douglas silva , aranda , pedro ken , dakson , rafael silva , diogo silva , podem tudo ir embora, acho qe é ruim de silva , meu deus só o martin qe salva .
    e tbm acho qe daria para aproveitar felipe bastos e bernardo .

  • Geovanni

    O chaparro era um bom jogador, tinha uma certa abilidade e era dedicado , quanto ao meio campo na cabeça de area nao mexeria deixava o guinhazu e o pedro kem tem que arrumar um armador e um meia bom o montoya ate serviria se não tivesse tanto soninho quando o cara la que veio do conrinthians esqueci o nome , zaga URGENTE ,

MaisRecentes

Um Vasco mais simples e uma vitória para a moral



Continue Lendo

Escudero é regularizado pelo Vasco



Continue Lendo

Vasco empresta meia para time potiguar



Continue Lendo