Ranking de aproveitamento dos últimos treinadores do Vasco



Jorginho é o atual técnico do Vasco (Foto: Wagner Meier/Lancepress)

Jorginho é o atual técnico do Vasco (Foto: Wagner Meier/Lancepress)

Nesta quinta-feira, dia 15 de outubro, é comemorado o Dia do Professor. No mundo da bola, além de alguns craques que carregaram esta alcunha, são os treinadores que comumente recebem esta denominação. E assim como nas escolas, eles não têm vida fácil no trabalho.

No Vasco, dez treinadores passaram pelo clube num período de pouco mais de quatro anos – entre agosto de 2011 e outubro de 2015 -, uma média de mais de dois técnicos por temporada. Apenas este ano, três ‘professores’ assumiram a complicada missão de ‘alfabetizar’ o elenco cruz-maltino.

Curiosamente, alguns dos nomes mais criticados pela torcida encabeçam o ranking de aproveitamento entre os dez últimos treinadores que passaram por São Januário. Gaúcho, um dos mais perseguidos nos últimos anos, surpreendentemente lidera a lista, seguido por Cristóvão Borges e Adílson Batista, que também deixaram a Colina sob vaias dos torcedores.

Gaúcho tem o melhor aproveitamento entre os últimos 'professores' do Vasco (Foto: Divulgação/Vasco)

Gaúcho tem o melhor aproveitamento entre os últimos ‘professores’ do Vasco (Foto: Divulgação/Vasco)

Jorginho, atual técnico vascaíno, vem de uma boa sequência invicta no Brasileiro e tem melhorado o desempenho do time. Consequentemente, também o seu aproveitamento no comando da equipe. Apesar disso, ainda segue atrás de seus antecessores, Doriva e Celso Roth. Mas nada que bons resultados até o fim do ano não possam mudar esta colocação. Ao menos é o que espera a torcida cruz-maltina.

RANKING DE APROVEITAMENTO DOS TREINADORES*
* Os 10 últimos que passaram pelo Vasco

1º – Gaúcho* – 18 jogos – 10 vitórias – 3 empates – 5 derrotas – 61,1% de aproveitamento
2º – Cristóvão Borges – 78 jogos – 41 vitórias – 18 empates – 19 derrotas – 60,2% de aproveitamento
3º – Adílson Batista – 52 jogos – 24 vitórias – 21 empates – 7 derrotas – 59,6% de aproveitamento
4º – Doriva – 33 jogos – 15 vitórias – 9 empates – 9 derrotas – 53,5% de aproveitamento
5º – Joel Santana ** – 17 jogos – 7 vitórias – 6 empates – 4 derrotas – 52,9% de aproveitamento
6º – Paulo Autuori – 13 jogos – 6 vitórias – 2 empates – 5 derrotas – 51,2% de aproveitamento
7º – Celso Roth – 13 jogos – 6 vitórias – 1 empate – 6 derrotas – 48,7% de aproveitamento
8º – Jorginho – 14 jogos – 5 vitórias – 4 empates – 5 derrotas – 47,5% de aproveitamento
9º – Dorival Júnior – 29 jogos – 9 vitórias – 8 empates – 12 derrotas – 40,2% de aproveitamento
10º – Marcelo Oliveira – 10 jogos – 2 vitórias – 2 empates – 6 derrotas – 26,6% de aproveitamento

* Contabilizado o jogo entre Vasco e Palmeiras pelo Brasileiro de 2011,  onde Gaúcho assumiu como interino após a saída de Cristóvão Borges e antes da chegada de Marcelo Oliveira.

** Não contabilizados os jogos ABC x Vasco e América-MG x Vasco, em setembro de 2014, onde Jorge Luiz assumiu interinamente. Não computada também a partida entre Vasco x Bragantino, onde Marcelo Salles assumiu interinamente.



MaisRecentes

Ríos se torna o 2º estrangeiro com mais gols pelo Vasco na história do Brasileiro



Continue Lendo

As duas faces de um empate



Continue Lendo

Artilheiro do Vasco, Pikachu vem tendo sua maior média de gols da carreira



Continue Lendo