Raio X do jogador: Bruno Gallo



Bruno Gallo fez sua estreia no Brasileirão 2015 (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

Bruno Gallo fez sua estreia no Brasileirão 2015 (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

Bruno Gallo é cria da base do Vasco, mas teve poucas oportunidades quando subiu aos profissionais, em 2008. Sete anos depois, o meia retornou a Colina, mais experiente e rodado, mas ainda como um quase desconhecido da torcida, que o viu pouco em campo. Contra a Ponte Preta reestreou, e bem, pelo clube.

A entrada de Bruno ajudou a equilibrar o time, fazendo a saída de bola pela esquerda, aliviando a carga que normalmente fica em cima de Madson e Julio dos Santos pela direita. O camisa 11 fez exatamente a função do paraguaio, mas pelo lado oposto, balanceando melhor a equipe e dando mais opções na transição, que ficou menos óbvia de ser marcada.

Ao contrário de Guiñazu, que costuma atuar nesta mesma faixa do campo, Gallo procurou ser mais objetivo nos passes, fazendo tabelas com Julio César e Nenê e procurando até jogadas individuais. O dinamismo de Guina muitas vezes contrasta com os toques curtos para trás. Com Bruno foi o contrário, mais lento, porém, mais lúcido e vertical.

Apesar de ter características mais ofensivas que o argentino, o jogador foi efetivo também na marcação, dando o primeiro combate ao lateral-direito Rodinei, com quem travou uma longa batalha durante o jogo, levando a melhor na maioria dos lances.

Gallo, assim como Julio César, deram – ao menos contra a Ponte -, mais consistência defensiva e fluidez na saída de bola, sem desespero, sem queimar os pés e toques em vão.  Claro, é muito cedo para afirmar que Bruno, logo em sua reestreia, ganhou a vaga de titular, mas a primeira impressão que deixou após sua volta foi positiva.

BRUNO GALLO – PONTE PRETA 0X1 VASCO

Tempo em campo: 90 minutos
Passes certos: 31 ( 18 para frente, 8 laterais e 5 para trás)
Passes errados: 2
Lançamentos certos: 1
Lançamentos errados: 2
Inversões de jogo certas: 1
Inversões de jogo erradas: 0
Bolas perdidas: 3
Antecipações: 4
Desarmes: 3
Bloqueios: 5
Rebatidas: 1
Chutões: 0
Cortes de cabeça: 3
Faltas cometidas: 5
Faltas sofridas: 2
Impedimentos: 0
Cruzamentos certos: 0
Cruzamentos errados: 1
Dribles certos: 4
Arrancadas: 1
Chutes ao gol: 0
Chutes para fora: 1
Chutes bloqueados: 0
Cabeçadas ao gol: 0
Cabeçadas pra fora: 0
Cartão amarelo: 0
Cartão vermelho: 0
Gols: 0
Assistências para gols: 0
Assistências para finalizações: 0



  • ODILON SILVA = RJ

    Agora vem a tortura, agora vem tormenta, agora vem o pior, alem de precisarmos ganhar bem dizer todos os jogos, ainda precisamosd secar, torcer contra uma porrada de gente, situação crítica, horrorosa, desesperadora.Não foi esse VASCO que outrora construiram com tanto trabalho.

    • Cleber

      Meu amigo /+/, é este tempo de agora que conta, é a partir de agora que temos de torcer e ajudar a reerguer o patrimônio. Essa conversa tonta que não constrói nada serve apenas para desmotivar. E se você quer saber, seja na segunda ou onde for, sou Vasco! O que precisa acontecer agora? O prejuízo já é um fato, e se houver como minimizar ou tirar esse prejuízo, então vamos ver, vamos torcer, vamos nos divertir. Não é guerra, e deveria ser um prazer. Perder e ganhar faz parte do esporte. Precisamos deixar a doença de lado, deixar a nuvem negra da boçalidade de lado, pense comigo, se Vasco ganhar alguma coisa, minha esposa ficará mais nova com isso? Minha conta bancária será aumentada? Serei promovido no trabalho, meu carro ficará mais novo, minhas dívidas desaparecerão. Campeão, o importante aqui não é se vamos cair ou permanecer na primeira divisão, o importante aqui não é o que vai acontecer com o Vasco, o importante aqui é quem sou eu? quem é você? ou qualquer outro torcedor? Deveríamos ser cidadãos, tratar de respeitar cada um ao outro, a pilha faz parte, é parte da curtição, mas é apenas isso, somente isso.
      Assim, se o time que eu gosto vencer ou perder, isso não mexe com a minha vida, pode em alguns momentos me propiciar a oportunidade de sacanear (com a alegria e a esportividade de sempre, marca do bom brasileiro) alguns amigos, que também me sacanearão na vitória dos times deles.
      Essa coisa de brigar, de ir pra aeroporto falar bobagem pra marmanjo é coisa de desocupado, de baitola sem noção, de filhinho da mamãe que quer provar que já é homenzinho, cá pra nós isso é coisa de viadinho!
      Grande abraço a todos os Vascaínos, e torcedores de outros times, até pra mulambada de plantão aqui na página do Vascão! rsrsrsr

MaisRecentes

Luis Fabiano é regularizado pelo Vasco e está livre para atuar contra o Flamengo



Continue Lendo

A classificação do Vasco e a torcida única



Continue Lendo

Garçom, Escudero ganha três posições no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo