Primeiro reforço do Vasco para 2018, Nathan teve média de quase um gol por jogo na temporada



Nathan foi um dos destaques do Duque de Caxias na Segundona do Carioca (Foto: Flickr Duque de Caxias)

Mesmo com a eleição ainda indefinida, com os candidatos Eurico Miranda e Julio Brant disputando na Justiça a anulação ou não da famosa ‘urna 7’, o Vasco já começa, aos poucos, a planejar o seu 2018. E uma das novidades será o time sub-23, que será recriado no clube, que já tem reforço.

Por meio de seu perfil oficial, o Duque de Caxias confirmou o empréstimo do atacante Nathan ao Cruzmaltino. Aos 22 anos de idade e com passagem pela base do Flamengo, onde atuou com o técnico Zé Ricardo, o jogador foi vice-artilheiro da Série B do Carioca, com 17 gols em 19 jogos disputados. O goleador principal foi Márcio Carioca, de 34 anos,  que balançou as redes 18 vezes em 20 partidas pelo São Gonçalo.

Além do Duque de Caxias, Nathan defendeu também o Tigres, em 2017. Pela equipe de Xerém, entretanto, o atacante fez apenas uma partida no Campeonato Carioca, e não marcou nenhum gol.

O Campeonato Brasileiro de Aspirantes – sub-23 -, foi relançado este ano pela CBF, e não contou com a participação do Vasco. A ideia, porém, é que o clube faça parte da competição em 2018.

Confira o vídeo com lances do jogador:



  • Marco

    Bons tempos em que todos sabiam a escalacao de seu time, que quase sempre fazia sentido entre tecnicos e torcida. Onde antes do jogo principal, tinhamos os jogos dos “Aspirantes”, donde tecnicos buscavam jogadores para formar seus times, substituicoes, quando nao podiam contar com certo titular ou reserva imediato para determinada posicao, ou entao, recorrer ao “Juvenil”. Pelo menos era um caminho logico, de “Juvenil” para “Aspirante”, e ai sim, “Profissional”. Em casos especificos, havia ate o salto de “Juvenil” para “Profissional”. Hoje, vemos casos de times quase completos contratados de temporada para temporada. O problema e que sem um patrocinio forte, o que poucos clubes possuem, so com ajuda da (tao falada hoje) “Base”, os times conseguem se montar. Mais um problema, pois a “Base” de agora conta com meninos com salarios de profissionais, pois so assim os times conseguem mante-los

    • Carlos Geovanni

      E pior amigo antes os juniores vinha do fraldinha e outros agora se contrata juniores a que ponto chegamos.

  • Carlos Geovanni

    O cara joga no Duque de caxias fazendo gol por jogo onde ????

MaisRecentes

Os fantasmas de Thalles



Continue Lendo

Em enquete, Anderson Martins é eleito o melhor jogador do Vasco em 2017



Continue Lendo

Vasco tem 15 jogadores em fim de contrato



Continue Lendo