‘Por una camisa’



Riascos - coritiba x vasco - paulo fernandes

Primeiro, o play na música (vídeo) abaixo. Depois, o texto. Ou melhor, os dois simultâneos. Letra adaptada e original.

Versão adaptada de “Por una cabeza”, de Carlos Gardel e Alfredo La Pera:

Por uma cabeça, do nobre Vasco
Que justo no fim afrouxa a chegada
E que ao regressar, parece dizer:
“Não esqueças, irmão, você sabe, não há que acreditar”

Por uma história, desejo de uma vida
Daquele charmoso e pioneiro time
Que, ao jurar sorrindo, o amor que está mentindo
Queime em uma fogueira todo o meu torcer

Por uma camisa, todas as loucuras
Minha boca que beija, a Cruz sem tristeza, acalma a amargura
Por uma rodada, se ela me esquece
Não me importa perder, mil vezes a vida
Se posso viver de ti

Quantos desenganos, por uma camisa
Eu acreditei mil vezes, não volto a insistir
Mas se um olhar, me atingi ao vibrar
Sua torcida de fogo, outra vez quero abraçar
Chega de arquibancada, acabou a paixão
Um final renhido, já não volto a ver!
Mas se algum momento, você triste me olha
Se vai a campo no domingo, me jogo por inteiro
O que vou fazer?



MaisRecentes

Ríos se torna o 2º estrangeiro com mais gols pelo Vasco na história do Brasileiro



Continue Lendo

As duas faces de um empate



Continue Lendo

Artilheiro do Vasco, Pikachu vem tendo sua maior média de gols da carreira



Continue Lendo