Os jogadores mais ‘mentirosos’ do Vasco



Fábio Baiano ao lado de Renato Gaúcho em sua apresentação (Foto: Reprodução internet)

Fábio Baiano ao lado de Renato Gaúcho em sua apresentação (Foto: Reprodução internet)

Aproveitando o 1º de abril, Dia da mentira, montei um selecionado de atletas que chegaram a São Januário com status de solução, de grandes contratações, mas acabaram fracassando. Reforços com nome, pompa, mas que pelo Vasco não renderam.

São jogadores que vestiram a camisa vascaína nos últimos anos e mostraram um futebol ‘mentiroso’, em comparação ao que era esperado. Não é uma seleção dos piores, mas sim daqueles que acabaram ‘enganando’ o torcedor.

Chegaram como soluções e saíram como decepções. Confira:

1 – Sílvio Luís – Um dos raros goleiros já conhecidos que chegaram ao Vasco nos últimos anos, Sílvio Luís não conseguiu repetir com a camisa vascaína as boas atuações dos tempos de São Caetano. Falhou em alguns jogos da Sul-Americana de 2007 e acabou sendo barrado.

2 – Fábio Baiano – O ex-flamenguista chegou ao Vasco sob desconfiança da torcida mas com moral entre os diretores e o técnico Renato Gaúcho. Foi apresentado como solução para o meio-campo vascaíno, mas deixou o clube após seis partidas.

3 – Cris – Contratado em 2013 para substituir Dedé, contribuiu para o rebaixamento do Vasco com seguidas falhas durante o Campeonato Brasileiro.

4 – Máximo Tenório – Zagueiro da seleção equatoriana, chegou a São Januário em 1996 para tentar repetir o sucesso de seu compatriota Quiñonez. Dois meses depois já deixava o Rio de Janeiro de volta para o Equador.

5 – Emerson – Ex-La Coruña, Porto, Middlesbrough e Atlético de Madrid, o volante chegou ao Vasco em 2004 para ser a experiência e a liderança do meio-campo cruz-maltino. Não foi.

6 – Cobi Jones – Um dos destaques dos Estados Unidos na Copa do Mundo de 1994, o meia – que atuou como lateral nas raras vezes que entrou em campo pelo Vasco – norte-americano disputou somente algumas partidas pelo Expressinho do clube antes de deixar a Colina, em 1995.

7 – Edílson Capetinha – Após anos de tentativas frustradas de trazer Edílson para o Vasco, finalmente, em 2006, Eurico conseguiu. Mas a passagem do atacante acabou sendo rápida e discreta pela Colina, marcando somente 5 gols em 23 jogos.

8 – João Paulo – Um dos grandes destaques do Guarani do fim da década de 80, João Paulo teve passagem bastante discreta pelo Vasco em 94.

9 – Marques – Ídolo do Atlético-MG, o atacante sofreu com as lesões no Vasco em 2003, não conseguindo ter uma boa sequência de jogos na temporada.

10 – Dominguez – Ovacionado pela torcida, o português chegou ao clube sob muita expectativa. Nunca correspondida em campo.

11 – Allan Dellon – Destaque do Vitória na década de 90, o meia disputou apenas cinco jogos pelo Vasco em 2005.

Faltou alguém? Comenta aí!

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Mais do que casa, São Januário é a arma do Vasco



Continue Lendo

Em fase artilheira, Pikachu já é um dos maiores goleadores do Vasco neste século



Continue Lendo

Maxi López assume a 4ª posição no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo