Os erros e acertos de Joel no Vasco



Joel Santana deixou o Vasco (Foto: Rossana Fraga/LANCE!Press)

Joel Santana deixou o Vasco (Foto: Rossana Fraga/LANCE!Press)

Joel Santana chegou ao Vasco sabendo que tinha uma missão a ser cumprida e um prazo de validade no clube. Confesso que fui um entusiasta em sua chegada. Cravei inclusive com os amigos da redação que levantaríamos o Cariocão 2015 com ele no comando. Me enganei.

Acho que o treinador está longe de ser o personagem que muitos teimam em pintar – aliás, de uma tremenda falta de respeito isso – mas realmente o seu trabalho ficou muito aquém do esperado. Pelo menos por mim, que acreditava num Vasco diferente sobre o seu comando. Não foi.

No campo e nos números, Joel foi muito parecido com seu antecessor, Adílson Batista, mas precisávamos de mais. O time seguiu sem padrão, sem ofensividade e criatividade. O acesso veio ‘nas coxas’, não na bola. Inadmissível para quem é Gigante.

Joel teve méritos em aceitar o desafio, não se omitir quando chamado e saber levar na esportiva até as situações mais constrangedoras dentro do clube. Se Papai não foi o ‘salvador’, esteve longe também de ser um vilão. A semelhança nas estatísticas com Adílson mostram que realmente o elenco tinha suas limitações. E como tinha!

Talvez, se não tivesse aceitado o desafio na reta final da Série B, Joel seria o escolhido de Eurico para 2015. Mas as coisas não aconteceram desta maneira e o treinador não terá o seu tão sonhado ‘filé’.

No resumo da obra, Joel fez o que dava com o que tinha. Errou e acertou de uma maneira equilibrada, mas num campeonato onde o Vasco precisava desequilibrar, ser consistente e soberano. Não conseguiu dar o choque de ordem esperado no time.

O que fica de sua 5ª passagem, além da experiência sempre única, é o respeito pelo profissional que tantas vezes ajudou nosso clube e, mais uma vez, não fugiu da raia.

Valeu, Joel!

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone



  • josé de araujo filho

    NÃO SOU VASCAÍNO, MAS ENTENDER ESSA SITUAÇÃO FICOU MUITO ESTRANHA, ACREDITO QUE FOI PORQUE O JOEL QUE SEMPRE CRITICOU O ROBERTO, ACEITOU O SEU CONVITE E O EURICO MIRANDA QUE ELE SEMPRE ELOGIOU, NÃO ESPERAVA DO JOEL ACEITAR E, SENTIU-SE TRAÍDO. POR ISSO O DEMITIU.

  • Ricardo Wagner

    Concordo com tudo isso. O Joel é um cara honesto, trabalhador, carismático, mas totalmente ultrapassado, longe do futebol moderno. O Vasco com ele andou para trás, como tinha andado com o Adilson Batista – dois obsoletos. Um time como o Vasco, com as glórias que tem, ficar num mísero terceiro lugar em um campeonato difícil mas sem categoria alguma, é um vexame. Difícil, porque todos os times eram medíocres e o Vasco se igualou a eles.

  • Flamarion Tavares

    Joel virou folclore e sequer foi levado a sério pelos jogadores – aquilo que foi postado é a prova real do que estou dizendo – aquilo não foi uma preleção foi uma piada de mau gosto

  • Jean Lins

    O Maior erro dele foi cometer os mesmos erros que o seu antecessor Adilson empatou jogos bestas e perdeu quando não deveria não conseguiu o titulo quando todos cravavam o Vasco como campeão e com varias rodadas de antecedencia, isso não aconteceu voltando a realidade não poderíamos então voltar a jogar na primeira com o mesmo treinador ultrapassado assim como não deveríamos ter jogado a segunda com um treinador que fez parte da queda, enfim Joel é passado há muito tempo virou comediante deixa ele por lá mesmo e bola para frente o Vasco precisa de treinador que estude que tenha inteligencia para armar o time porque inventar desculpas é facil mais se o campeonato era tão dificil que o Vasco não tinha tempo para treinar imagine para os outros que talvez nem viajavam de avião ? Falou muito e fez pouco merecido a sua saida /+/

  • Adriano Perez

    Já foi tarde!O time tbm não ajudou mas deixou muito a desejar?muito retranqueiro!Se os outros times fossem um pouco melhores nosso VASCÃO nem iria subir!saudações vascaínas/+/

    • O Vasco de Joel Santana era um pesadelo quando entravam em campo. Isso Eurico e seus companheiros de administração acertaram em manda o Joel Santana em bora. O Joel Santana como técnico está ultrapassado. O

  • Soilvascão

    Concordo q ele tenha saído….já está ultrapassado faz tempo.

  • Mauro Nascimento

    O Vasco não tinha nenhuma esquema tático. Era cada um por si,contando apenas com seu possível talento(?)… Isso é culpa de quem?… Do treinador,ê claro!. Já vai tarde.

  • Essa de ultrapassado é coisa de quem não acompanha o futebol,porque quem lida no meio,está sempre se atualizando e muitas vezes criando conceitos novos,baseado nas experiências passadas e o Joel Santana(de quem nunca fui muito fã) é uma pessoa de caráter,experiente,competente e apesar da idade inovador.

    • Mauro Nascimento

      Carater,eu concordo… Inovador,não… Infelizmente,ele parou no tempo.

  • Gamma

    Ta, que legal, mas cade os erros e os acertos dele?

  • leonardo

    time limitado porque os treinadores quiseram… inexperiente concordo plenamente.
    escalar guinazu, aranda e fabrício no meio é UMA BURRICE. esse último inclusive nunca deveria ter vindo ou saído com o treinado lixo que o solicitou (adilson).
    sandro silva é INFINITAMENTE melhor que aranda e fabricio, mas ficou afastado por motivos mais secretos que o afastamento do maicon da seleção.
    no gol estávamos seguros com martins, jordi e copetti (que nunca vi jogar, mas tenho a impressão que é seguro).
    na zaga rodrigo trazia a experiência para luan, douglas silva, rafael vaz (que gostaria de ver jogando mais; me lembro o anderson martins) e anderson salles.
    na lateral diego renan era limitado, mas pelo menos ocupava os dois lados. porém carlos cesar e lorran era os meus titulares. ainda tinha henrique o próprio luan que sabe ser lateral direito e até o nei – que está recebendo sem jogar (palhaçada).
    a defesa do vasco não era ruim e acho que não precisa de contratação urgente. talvez um lateral direito, isso se conseguir dispensar esse nei.
    o meio era realmente o problema, mas não de elenco e sim de escalação. técnico que curte jogar com dois 1º volante é muito lixo e isso ocorreu com o adilson e joel.
    quantos jogos vi o guinazu querendo fazer o papel de segundo volante… isso me matava!
    acho o guina um jogador importante, mas não fundamental. não são todos os jogos que precisamos de um ‘cachorro louco’ marcando incansavelmente… em alguns jogos pode colocar um volante que marca razoável e sai jogando bem; praticar o futebol arte.
    douglas pode ter sido o artilheiro do time, mas isso só prova como fomos medíocres. depender de um cara que se arrasta em campo é osso. juninho com toda a sua idade aposto que correu o dobro que esse douglas nessa temporada.
    para mim, os meias deveriam ser sandro silva como volante e john cley, montoya ou crispim e guilherme costa.
    na frente é outro problema. esse gladiador veio para mostrar que não deixará saudade. prefiro o edmilson… thales tem que aprender a ser um centroavante e plantar na área. mas tinha que deixar marquinhos do sul e yago jogar. os jogos que os vi atuando foram melhor que o kleber.
    o vasco era mal escalado. essa estória que todo mundo joga fechado na série b, pra mim, foi desculpa. nem por isso o vasco deveria ter essa mentalidade. era para meter a molecada para arrebentar e pegar os retranqueiros e não ser um. o último jogo o joel me vem com a pérola, vamos com força máxima e dois volantes, no meio, como douglas sendo carregado e kleber foi uma piada.
    joel não só deixa saudade na propaganda do head n’ shoulder…

    gostaria de falar sobre esse marquinhos santos, mas é uma aposta…
    espero dia 2 ver um camisa 10 decente e um centroavante que impõe medo.
    se aparecer um lateral direito estamos no lucro
    mas o técnico não pode manter o mesmo lema de pensar em não tomar gol, mas sim fazer…

MaisRecentes

Comendo pelas beiradas



Continue Lendo

Em boa fase, Pikachu já entra na lista dos dez maiores artilheiros do Vasco na história da Libertadores



Continue Lendo

Vasco rescinde com mais um jogador do Expressinho



Continue Lendo