O velho roteiro vascaíno



Jhon Cley não conseguiu ajudar o Vasco (Foto: Marcelo Val/VIPCOMM)

Jhon Cley não conseguiu ajudar o Vasco (Foto: Marcelo Val/VIPCOMM)

Um dos meus medos aqui no blog é o de ficar repetitivo. Mas o Vasco teima em seguir o mesmo velho roteiro. Entre erros e acertos, cenas de um filme que estamos cansados de assistir.

Se fizermos uma lista com dez fatos que acontecerão numa partida do Cruz-Maltino, é bem provável que no mínimo oito ocorram. Os adversários mudam, a escalação também, mas as atuações são sempre parecidas.

Nenhuma digna de Oscar.

Lançamentos diretos, erros infantis, dificuldades para trocar mais de cinco passes seguidos, cruzamentos sem direção, sumiço de Jhon Cley, Thalles brigando com a bola, recomposição defensiva desordenada, Guiñazu dando combate sozinho enquanto os outros só cercam, espaço nas costas dos nossos laterais e poucas finalizações.

Foi assim contra o Botafogo e também na grande maioria das últimas partidas do Vasco.

Não chega a ser um filme de terror, muito por conta das grandes cenas também serem recorrentes. Torcida participativa, gol de Gilberto, a garra de Guina, boas jogadas de Madson pela direita e lançamentos certeiros de Julio dos Santos, também são alguns dos atos deste roteiro vascaíno.

Porém, para agradar ao público, é necessário mais que isso.

A falta de um camisa 10 que realmente faça a diferença é cada vez mais latente. As discretas participações de Jhon Cley influenciam diretamente na quantidade de chutões dados pelos zagueiros.

Na abstinência de um pensador, rifa-se a bola, expõe a defesa à contra-ataques, anula o nosso meio-campo e engessa o ataque. E o filme se arrasta de forma pouca atrativa enquanto a torcida aguarda um breve momento de inspiração para que salvem o espetáculo.

Dessa vez não deu.

O Vasco segue inconstante, oscilando bons e maus momentos dentro de um mesmo jogo, mas o que preocupa são erros constantes, não os ocasionais. A falta de atenção é ruim e pode custar o título, mas os erros sistemáticos preocupam não só para agora, mas para toda a temporada.

Falta ainda ao roteiro vascaíno um protagonista que assuma a responsabilidade de organizar o meio ofensivo do Vasco. Enquanto isso não acontecer, teremos que torcer para o nosso lado direito seguir funcionando, Gilberto continuar calibrado e o resto da equipe não comprometer.

A briga pelo título do Carioca segue viva. A de se conseguir um time realmente competitivo também.

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – http://facebook.com/blogdogarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



  • Tarcisio

    Lamentável esse time do Vasco.
    Da dó ver o velho Guina brigando sozinho no meio….
    Jogadores como cristiano,Serginho não podem ser titulares em um time da grandeza do Vasco.
    Hoje foi um empate com gosto de derrota e que deixa a dúvida de como será nossa série A.

  • Um gol ridículo de bola parada , para variar !

    !

  • flavio oliveira

    Pra piorar o doriva so vem caindo de produção e fazendo mexidas erradas,a de hoje foi de mais tirar um atacante e colocar dois laterais pra jogar juntos,o cristiano jogando sozinho ja é uma merda,aolado do lorram que e outro quenao joga porra nenhuma e pra deixar a torcida preocupada

  • tulio

    Post muito bom.

  • o lucas e melhor que esse serginho pra quer contratou o indio sera que ele e pior que jhon clei o guilherme e pior tambem treinador e tudo igual nao gosta de talento so de caneludo se nao ganha do foguinho vai ganhar de quem/

  • Eduardo

    Será que se colocar o Lucas no meio campo junto com Guina e Serginho e liberar mais o Julio dos Santos não daria certo? Sei que precisamos urgente de um camisa 10, mas enquanto não chega, o teste seria uma boa. Lateral esquerdo, um camisa 10 e um atacante para o banco é o que necessitamos. Éder Luiz vai voltar, acho que seria ótimo tanto para jogar com três atacantes ou revesar com Dagoberto no ataque. Bom, espero que possamos fazer um bom campeonato brasileiro e que cheguemos bem na fase final da Copa do Brasil. Saudações Vascaínas!!

  • Pedro Sousa

    Até quando o Vasco vai colecionar resultados medíocres, toda vez quando joga com o Flamengo
    treme.

    Faz um golzinho acha que fez 10 depois vem o castigo até quando esse Doriva vai ficar lamentando escala jogador caneludo do agrado dele.

    Mais um ano sem nada time ridículo.

  • Irênio

    O time do Vasco ao meu ver teria que ser montado com: (1)M. Silva, (2)Madson, (4)Luan, (3)Rodrigo, (6)Lorran / Henrique, (5)Guinazu, (7)E. Biancucchi, (8)M. Índio, (10)J. dos Santos, (11)Dagoberto (Yago), (9)Gilberto (Thales). No esquema 4-4-2 losango aberto no meio de campo.

  • Esse time do vasco é horrível, esse não todos de um tempo pra cá. Doriva começou bem, mas ultimamente só tem feito merda, pois colocar Lorram, Thales, Jon Clei e Yago e perca de tempo molecada sem sangue. Nesse time de merda só salva Gilberto, Madson e Guina é de dá pena desses três. Ainda que pedir para torcida ir em estádios para assistir essas merdas sem sangue é melhor ver em casa a vergonha é menor. Brasileirão pode esperar que vai ser só sofrimento e zoação até voltar para segundona mais uma vez com esse time, sabemos que o time é horrível tudo bem, mas se os jogadores compensassem com raça já melhorava um pouco.

  • Fábio,do jeito que você escreve até parece que os demais times são ótimos e o VASCO não vale nada;se você verificar bem ,verá que temos uns 8 ou 9 jogadores que podem jogar em qualquer time ,seja ele do Brasil ou do exterior;o problema é que nosso técnico escala o time sempre de maneira incorreta.muitas vezes deixando de fora jogadores que todos sabemos serem melhores do que os que foram escalados como titulares e o pior é que nem no banco de reservas,os coloca.

  • Fiuza

    O problema no jogo de ontem foram 3 que desencadeam todos os outros: FALTA DE PONTARIA,SONOLENCIA DA DEFESA E INGENUIDADE.
    Todo jogo do vascão perde-se de 6 a oito gols,ontem eu contei a média: 6 gols,dos 6, 3 foram claros,a falta de pontaria é gritante!!!! absurdo que não é luxo para um time(fraco)cm o vascão.
    A zaga do vasco acha q é a melhor do mundo,só pode,porque só o guina que faz o certo,o simples,o resto do time acha q estão no videogame,quer fazer o “impossivel”, falha e compromete o “esforço” de ter acertado uma em gol.São tão bons em jogada aérea no ataque e esquecem da defesa.
    Ingenuidade:querer tocar a bola,logo quando se faz um gol,é pedir pra tomar o empate,não continuou cm a pressão imposta no começo do jogo, e futebol é cruel: quem não faz,leva.

    Caprichos a parte, pelo menos o vasco fez um bom classico contra o botafogo mas tem que corrigir alguns erros, e muitos deles também pela falta de alguns jogadores: dagoberto,biannucchi,bernardo(este tem q entender que hoje em dia não se tem mais espaço pra jogadores marrentos),camisa 10 o vasco tem, só tem q por pra jogar.

    O Time ideal São dois….Na atual conjuntura( e se o doriva for inteligente): M. Silva, Salles, Luan, Rodrigo( ou Lucas, ou serginho, fazendo o papel de terceiro zagueiro)Madson, Guina,Cristiano,Julio dos Santos, Montoya,Yago e Gilberto.3-4-3. Explicando a formação: 3 zagueiros em linha(ou um falso zagueiro,no caso o lucas ou serginho)já que a zaga esta fragilizada, 4 no meio de campo em losango cm madson mais avançado como um ala( ja que tem dificuldade de marcar, porém é rapido)guina dando combate no meio(menos risco de fazer penalti)cristiano na esquerda(mesmo motivo que o madson)julio dos santos como um “falso”10, Yago(pela DIREITA PELO AMOR DE DEUS, até pq ele fica perdido na esquerda, e ele é veloz,faria uma boa dupla cm madson, cm era fagner e eder luiz)Gilberto centralizado(centro avante que sabe escorar pra quem vem de traz,e já mostrou q é matador)e montoya pela esquerda.

    Agora cm os jogadores todos bem e dispostos a jogar: M Silva, Madson,Luan, Rodrigo,Cristiano, Lucas, guina,Julio dos Santos, Biannucchi,dagol e gilberto.
    Sem dificuldades, basta acertar a pontaria,ganharíamos ate da mulambada, facil…..

  • Reginaldo Rabelo

    O que me espanta, nos comentários, é a exaltação à dedicação do Guinazu e à importância do Bernardo para o time.
    Sobre o Guinazu:
    Em 2013 – ano do rebaixamento – contundiu-se logo no primeiro jogo e voltou apenas no final da temporada quando o rebaixamento se aproximava. Jogou 4 partidas, levou 3 AMARELOS e não esteve no jogo final contra o Atlético-PR, exatamente por SUSPENSÃO;
    Em 2014 – contundiu-se em Manaus e somente estreou na 4a. rodada(contra o Macaé), tendo a seguinte sequência:
    4a. rodada – Vasco 3 x 0 Macaé – 1º jogo e 1º cartão amarelo
    5a. rodada – 1 x 1 Barra Mansa – 2º jogo e 2º amarelo
    6a. rodada – 1 x 0 Fluminense – 3º jogo e 3º amarelo
    7a. rodada – 2 x 0 Bangu – CUMPRIU SUSPENSÃO
    8a. rodada – 1 x 0 Bonsucesso – 4º jogo e 4º amarelo
    9a. rodada – 1 x 0 Resende – 5º jogo(não levou cartão)
    10a. rodada – 5 x 1 NIguaçu – 6º jogo(não levou cartão)
    11a. rodada – 1 x 2 Flamengo – 7º jogo, 5º amarelo e 1º vermelho(direto)
    12a. rodada – 2 x 1 Boavista – CUMPRIU SUSPENSÃO PELA EXPULSÃO
    13a. rodada – 1 x 1 Botafogo – 8º jogo e 6º amarelo
    14a. rodada – Friburguense – não jogará pois cumprirá a suspensão pelo 6º amarelo
    É muito dificil defender um jogador de 36 anos que se comporta como um menino(vide o pênalti infantil contra o Flamengo), distribuindo botinadas para todo lado. Com arbitragens menos omissas, esse Senhor não completaria NENHUM jogo em campo ao final dos 90 minutos.
    Na temporada atuou em 8 jogos – como acima – levou 6 amarelos e 1 vermelho(este direto e, portanto, não apagando o amarelo do mesmo jogo).
    Em 2013, jogou 4 partidas, com 3 amarelos e não jogando a partida decisiva.
    Quanto ao Bernardo, nada a dizer além de temer que seu futuro se assemelhe ao de Almir Pernambucaninho assassinado na Galeria Alaska(Copacabana), pela vida boêmia a que se dedicou durante a carreira e após aposentar-se.

MaisRecentes

As gratas surpresas de Cristóvão no Vasco



Continue Lendo

Bicampeão, Nenê começa bem o Troféu Ademir Menezes 2017



Continue Lendo

Primeiras impressões sobre o Vasco 2017



Continue Lendo