O Vasco na Sul-Americana



Com Juninho, Vasco fez boa campanha em 2011 (Foto: Divulgação/Vasco)

Campeão do Sul-Americano de 1948, da Libertadores de 1998 e da Mercosul de 2000, o Vasco inicia nesta quarta-feira a busca por mais um título continental: o da Copa Sul-Americana. Contra a LDU, do Equador, o Cruzmaltino dará o pontapé inicial em sua sexta participação na competição, que teve início em 2002, substituindo exatamente as antigas Conmebol, realizada entre 92 e 99, a Supercopa dos Campeões da Libertadores, disputada entre 88 e 97, e a Mercosul, criada em 98 mas que teve fim em 2001.

A primeira participação vascaína na Sul-Americana ocorreu no segundo ano da disputa, em 2003, e foi discreta. Após empatar em 1 a 1 com o Grêmio, em São Januário – gol do zagueiro Wescley -, o time acabou derrotado pelo São Paulo, por 2 a 1, e deu adeus a competição.

Em 2006, nova campanha ruim, caindo para o Corinthians ainda na fase preliminar após duas derrotas: 1 a 0 e 3 a 1.

No ano seguinte, porém, o Vasco conseguiria chegar até as quartas de final da Copa, eliminando Atlético-PR e Lanús, da Argentina, mas parando no América do México, do goleiro Ochoa, que teria atuação marcante na partida realizada em São Januário, segurando o 1 a 0 no placar – os mexicanos haviam vencido por 2 a 0 na ida.

Na temporada 2008, nova queda precoce. Dessa vez, sendo eliminado pelo Palmeiras ainda na 1ª fase.

Três anos depois, entretanto, viria o troco. Com um golaço de Jumar, no Pacaembu, os vascaínos eliminaram o Verdão: vitória carioca por 2 a 0 em São Januário e triunfo paulista por 3 a 1 na volta, com o gol fora dando a classificação ao Vasco. Em 2011, após eliminar os palmeirenses, o clube faria sua melhor campanha, chegando até a semifinal, onde cairia para a Universidad de Chile, campeã naquela edição.

Em 2018, o clube volta a disputar a Sul-Americana após seis edições ausente. E pela primeira vez em sua história enfrentará a LDU, de Quito. O confronto contra equatorianos, porém, traz boas recordações.

Na campanha do Sul-Americano de 48, o Emelec foi um dos adversários batidos pelos cariocas: 1 a 0, com gol de Ismael. Em 98, novo duelo contra um time do Equador e mais um triunfo, vencendo o Barcelona de Guayaquil nas duas partidas finais da Libertadores: 2 a 0 e 2 a 1.

NÚMEROS DO VASCO NA SUL-AMERICANA

5 participações (2003/2006/2007/2008/2011)
20 jogos
8 vitórias
2 empates
10 derrotas
34 gols marcados
33 gols sofridos
Maior goleada: 26/10/2011 – Vasco 8×3 Aurora-BOL

MAIORES ARTILHEIROS DO VASCO NA SUL-AMERICANA

1º – Bernardo – 4 gols
2º – Leandro Amaral – 3 gols
Alecsandro – 3 gols



MaisRecentes

Ex-Barcelona é uma das novidades do time sub-20 do Vasco



Continue Lendo

De volta ao Vasco, Martin Silva se aproxima de recorde pelo clube



Continue Lendo

Vasco prorroga os contratos de dois jogadores do sub-20



Continue Lendo