O Vasco e o salário mínimo



Andrezinho criou ofensivamente, mas pouco contribuiu na defesa (Foto: Wagner Meier/Lancepress)

Andrezinho criou ofensivamente, mas pouco contribuiu na defesa (Foto: Wagner Meier/Lancepress)

O Vasco começa 2017 como um salário mínimo.

É aguardado, faz falta quando está longe, celebrado quando chega, mas assim que desponta, a primeira sensação é de que não chegará vivo até o fim do mês. No caso do clube, ao término do ano.

Cristóvão repetiu a ideia de jogo com dois volantes de bom passe, mas pouco combate. E foi novamente o grande defeito da equipe. Não apenas pelo conceito, mas por não ter disponível no elenco jogadores capazes de ter um equilíbrio nesta função. Ou só marca, ou só toca.

Contra o rápido time do Fluminense, o lento grupo vascaíno foi agredido todas as vezes em que não teve a posse. Desorganizado, não conseguiu ocupar os espaços necessários para fazer o time correr menos. Deu exatamente a liberdade que a equipe de Abel Braga precisava para trabalhar as infiltrações.

As entradas de Guilherme Costa e Ederson nas vagas de Eder Luis e Escudero – sumidos no clássico – melhoraram a movimentação ofensiva, mas não resolveram o principal problema da equipe na partida: a consistência defensiva.

Em 90 minutos, o Vasco conseguiu apenas três desarmes. Uma marca irrisória para quem enfrentou um adversário repleto de jogadores que buscam as jogadas individuais.

No um contra um, deu Flu quase sempre. No 11 contra 11, idem.

O jogo se mostrou perfeito para o Tricolor, no embate entre quem usa a velocidade e quem dá espaços. O técnico vascaíno não soube corrigir, dando liberdade para a construção do 3 a 0. O rombo estava exposto. Ninguém cobriu.

Se nos anos anteriores o Campeonato Carioca serviu, de certa maneira, como ilusão para o Vasco, o início deste ano já põe à mesa suas deficiências. Todas elas mostradas logo na estreia.

Nem sempre dá para aumentar o salário, mas é sempre possível fazer com que renda da melhor forma.

Com pouco crédito, Vasco inicia 2017 já em dívida.



  • CARLOS CAETANO

    AS DUAS GRANDES DERROTAS DO VASCO FOI NA ESCALAÇÃO DO TIME,HOJE NÃO SEPODE JOGAR COM DOIS VOLANTES LENTOS E SEM COMBATIVIDADE,,,,È PRIMÁRIO,,,PELO MENOS UM TEM QUE SER CÃO DE GUARDA,SRNÃO A DEFESA FICA VENDIDA,SAI PRA FAZER O PAPEL DO CÃO E DANÇA

    • Paulo Wagner

      Mais um motivo para eu não entender a devolução do William. Não era um primor de técnica, mas poderia, e fazia, o papel de cão de guarda. Se continuar desse jeito, daqui a pouco vão puxar o Diguinho de volta…

  • Paulo Wagner

    Duas palavras: tudo errado!

    Parece que a diretoria não entendeu nada. Falou que tinha que reduzir a idade do time e contratou um três veteranos. Veteranos caros. E ainda espera outro veterano, que não vai resolver nada. Se fosse uma diretoria séria, não deveria nem estar cogitando a chegada de Luis Fabiano no Vasco. A razão de clubes com menos investimento render mais que o Vasco deveria ser motivo de análise da diretoria do Vasco. Essa é uma situação que se repete há anos.

    Não dá para entender a razão de, entra técnico, sai técnico, o time do Vasco não mudar o padrão lento de jogo. Lento e com defesa desprotegida. Uma verdadeira manteiga! O time tem laterais que não marcam (e no caso do Madson, não cruzam também…parece que ele só aprendeu a bater lateral) e não joga com volantes marcadores. Rodrigo e Luan, que não são nenhum primor de velocidade, estão sempre desprotegidos e vulneráveis. E o que é pior: nem com “volantes” de bom base, o time consegue evitar sair no “chutão”, na ligação direta. E ainda reclamam do Thalles! Sem querer defendê-lo, mas o cara só recebe “jaca” na cabeça!

    Quanto ao técnico, bom, será que sou apenas eu que, no momento em que o Cristóvão foi anunciado, tive a sensação que seria tempo perdido? Que não duraria nem até o final do Carioca? Hoje, ele tomou uma aula do Abel. E o Vasco não tomou de 5 ou 6 por incompetência do Fluminense. Dos 4 jogos feitos até agora, 2 derrotas por goleada contra times da Série A do Brasileiro. Com todo o respeito ao Cristóvão, que aparente ser um cara legal, não dá!

    A Copa São Paulo mostrou o quanto não temos base. Enquanto Botafogo, Flamengo e Fluminense conseguem recorrer ao sub-20, o Vasco vive do eventual milagre. Nem me lembro quando o Vasco teve o último time de base decente. Vi a Copa RS e a Copa SP e o cenário é desolador. Pelo menos tiraram o Rodney do comando do Sub-20, o que já tinha acontecido antes, mas que foi revertido depois que a família Miranda voltou. Se pegarmos o Flamengo, veremos o quanto é importante ter um treinador de base bom. O Zé Ricardo está aí para provar, mas não foi o único nos últimos anos. Nem para isso o Vasco tem!

    Enfim, o cenário é desolador! Com apenas 4 jogos, a chance de novo vexame esse ano é real. E parece que, sai ano, entra ano, a diretoria de plantão insiste em não aprender com os erros passados. E continua a repeti-los. Quantos clubes não foram rebaixados e voltaram mais fortes, com novos hábitos e buscando a excelência sempre? Parece que teremos que ser rebaixados indefinidamente até que a diretoria aprenda alguma coisa. TUDO ERRADO!!!! DE NOVO!!!!

    • João Paulo

      Exatamente cara!

      Quando contrataram o Cristroll fiquei me perguntando, por que contratar um cara que não dá certo em time nenhum, que é odiado por todas as torcidas por onde passou e que sabemos que ele não dará certo aqui? Por que não contrata um técnico que pelo menos tem chance de terminar o ano?

      Sinceramente, Martin Silva, Luan, Douglas e Nenê, essa teria que ser a espinha dorsal do Vasco para 2017 mais alguns do atual elenco pra reserva e o resto é rua.
      Como esperar resultados diferentes de um time que é praticamente o mesmo que caiu em 2015 e subiu aos trancos e barrancos ano passado?

  • Ricardo Moreira

    Isso é uma vergonha contratou um técnico péssimo o cara não entende nada de futebol para completar um time com andrezinho, Rodrigo, Madson e Júlio do santos não dá.diretoria incompetente vocês não estão vendo que o time precisa de um técnico bom e pelo menos umas 15 contratações

  • Rocha Leblon

    Um time que entra em campo com Madson Rodrigo Júlio dos Santos e Éder Luiz já entra em campo com 4 a menos . Ainda bota o Escudeiro e o Andresinho totalmente fora de ritmo de jogo.. Aí já são 6 jogadores a menos . O problema mais sério do time é a zaga , pois o Rodrigo não tem mais a mínima condição de jogar . Porém como ele é protegido do Rei Sol continua no time e o clube não se mexe para contratar um zagueiro que preste. Quanto aos outros vão esquenrar um banquinho e vão ficar no come e dorme até que alguém tenha consciência e dispense esses jogadores. Com a entrada no time em forma física e tecnica de Gilberto , M. Mattos , Douglas , Wagner , Muriqui e talvez L. Fabiano o time vai encorpar mas precisa ainda contratar um zagueiro , um primeiro volante e lateral esquerdo e afastar em definitivo do grupo Rodrigo , Madson , J. Santos , Éder Luiz..

  • Baltazar Filho

    O Cristóvão tá parecendo o Celso Roth quando o Vasco caiu. Acha que só colocar jogadores ofensivos em campo torna o time uma máquina de fazer gol.

    É visível que o meio campo é um juntado de jogadores, deslocados e muitos fora de forma. Nossos jogadores não são craques, mas um time arrumado com dois volantes de origem ( galo e Andrey) andrezinho centralizado, nenê e Guilherme Costa jogando aberto, já daria uma outra cara ao time… Mas infelizmente ele vai continuar com as loucuras e colocando a culpa na falta de reforços.. Longo carioca

  • Jose Renato Correia Antunes

    Nos tricolores respeitamos o Vasco, ele já foi um grande clube um dia.

  • Cleiton Peixoto Gonçalves

    Belos comentários amigos. Estou muito feliz por esse resultado… Melhor agora, que no brasileirão…. Eu estou falando desde o início, quando esse Técnico chegou…. Ele é fraco… Pegou um time montado do R. Gomes e só fazia besteira… Foi chutado do Florminense, Mulambada e Curintias…. Eu quase deixei de ir na praia para ver o jogo…. Por sorte não fiz isso,mas vi o final do jogo e os outros lances. Olha Rodrigo não dá mais….. Ele arruma confusão no time, como fez ano passado e derrubou o Jorginho e está lento… J.dos Santos nem gasto digitação todos já sabem. Com no mínimo esses 3 no elenco no Vasco… Seremos Rebaixado no Carioca… Imagina no Brasileiro….
    Saudações Vascaínas!!!!

    • PEDRO IVO COELHO CABRAL

      Sobre o Júlio dos Santos.
      A unica explicação para manter esse cara no elenco e ainda utiliza-lo é porque o Eurico tem fortes tretas( leia-se interesses econômicos e divida de favores) com o empresário deste que chamam de atleta. Sem mais.

  • Claudio Oliveira

    Com esse elenco tosco e desqualificado a gente não chega nem no meio do ano. Parece um time de pelada de fim de semana. Tem velho de montão, atacante barrigudo, dirigente fanfarrão e nenhuma organização. O Vasco virou um time do aterro.

  • Paulo Wagner

    Por quê é tão difícil fazer o óbvio no Vasco? Qual a dificuldade de se montar um time mais jovem, com jogadores promissores de times menores? A diretoria disse que precisava diminuir a média de idade do elenco e trouxe Muriqui (sempre no DM), Escudero e Wagner!? Como assim???? Qual torcedor do Vasco não torceu o nariz quando o Cristóvão foi anunciado? Na hora eu pensei:” Tá de brincadeira! Seis meses jogados fora….”! Qual a dificuldade de se fazer o feijão com arroz? Enquanto as bibas trouxeram dois bons jogadores gringos, nós ficamos atrás do Luis Fabiano, que não rendeu nada na última passagem pelo São Paulo e não vai resolver nada no Vasco. Só vai envelhecer mais ainda o elenco….Só podem estar de brincadeira com a torcida!

  • João Paulo

    Eu queria muito acreditar que ainda é cedo para avaliar o desempenho do Vasco, mas não consigo.
    Uma diretoria arcaica, que parou no tempo, um elenco limitadissimo e um ex-técnico de futebol, são ótimos ingredientes para um desfecho que a gente já conhece bem e vimos em 2015.

    Wagner – Nenê – Muriqui (Escudero) – Luis Fabiano

    Muito provável que esse quarteto será o setor ofensivo titular do Vasco, se conseguirem fechar com o LF e o Muriqui e Escudero entrarem em forma algum dia. Tem jogadores de qualidade ai? Sim. Mas não tem intensidade, não tem velocidade, são jogadores lentos, se os pontas fossem rápidos, tudo bem, mas não são.

    Se o principal problema do ano passado foi a queda de desempenho no segundo turno, muito por conta da falta de intensidade do time e idade elevada do elenco, por que contratar Muriqui e Escudero? Se vão fazer apostas, pelo menos, peguem jogadores jovens.

    As contratações do Vasco não mostram planejamento algum, parece ser apenas opções de mercado que vieram a calhar.

    O Rodrigo não tá dando conta nem do Carioca, imagina na série A, os laterais direitos são limitadissimos, o Vasco só tem o Douglas de volante com qualidade, não tem nenhum jogador do setor ofensivo com velocidade, é inadmissível um jogador profissional de futebol, jovem, com aquela forma de barril do Thalles, se ele desse conta de jogar no estilo do Walter, mesmo gordo, beleza, mas não dá, tem que afastar ele do elenco e só reintegrá-lo quando ele tiver uma forma física decente.

    Enfim, precisamos de volante de qualidade e urgente, e não estou aqui falando que precisa de ser um destruidor de jogadas, tivemos Marcelo Mattos e Diguinho ano passado e foi a mesma coisa de não ter. Willians não é solução, não adianta pegar cara que rouba a bola mas a perde logo em seguida porque não dá conta de dar um passe de 3m.

    E um zagueiro para ser titular, Rodrigo já deu. Fora mais alguns jogadores para compor elenco, porque essa veiarada vai cair muito de produção no segundo turno.

  • Edison Lopes

    É muito triste começar dessa forma. Um time sem poder de marcação, sem criatividade no meio de campo e um ataque inoperante, pois, quando uma chance ou outra aparece ela é desperdiçada.Estou torcendo pela volta do Marcelo Matos do Douglas, e a estréia de Wagner. Se o Muriqui estrar em forma e o Luis Fabiano chegar, talvêz melhore.Amém.

  • Edison Lopes

    Começo a acreditar que ja deu para andrezinho Júlio dos Santos e Eder Luis.O Rodrigo talvêzs com um cabeça de área, ainda resista um pouco;E preciso rever as laterais e nao chega bola para o centroavante. Assim fica dificil.

  • Carlos Henrique Carvalho

    Eu só quero que o Vasco tome mais umas 3 porradas dessas. Pq aí eles vao tirar esse bosta do Cristovao!

MaisRecentes

Após mudança de técnico, Vasco foi o time que mais pontuou no Brasileiro, ao lado de Palmeiras e Cruzeiro



Continue Lendo

O ‘anti-gol’



Continue Lendo

Vasco volta a vencer três jogos seguidos na Série A do Brasileiro após cinco anos



Continue Lendo