O nascer de Paulinho



Paulinho marcou duas vezes contra o Atlético Mineiro (Foto: Dudu Macedo)

Paulinho marcou duas vezes contra o Atlético Mineiro (Foto: Dudu Macedo)

Poucas coisas são tão bonitas no futebol quanto ver um grande jogador nascer. É o surgimento de um cometa que sonha em ser estrela.

A incerteza que o futebol tem por si só, as mazelas do tempo e das possíveis escolhas erradas, trazem um ar de dúvida, que só o tempo mostra que é certeza. Nem sempre é. Mas só de imaginar que possa ser, torna-se um sentimento gostoso de ter.

É algo semelhante ao sentido em um primeiro encontro, que nem sempre é com o grande amor da sua vida. Mas pode ser. Portanto, no dia, naquele curto momento, é. O resto, a gente torce para que se torne. E fantasia.

Paulinho é diferenciado.

Não apenas pelo drible fácil ou pelo surpreendente poder de finalização aos 17 anos recém-completados, mas pela cabeça erguida, entrega e inteligência em cada leve ajeitada na redonda.

Há ali uma inegável paixão entre o menino e bola, daquelas umbilicais, nascidas ainda no ventre da mãe. Forte, inteligente, incisivo e certeiro, Paulinho parece moldado para o que faz.

Ao receber de Guilherme Costa, o camisa 7 vascaíno nasceu para um mundo novo: o dos carregadores de esperança. O corte no zagueiro e o chute certeiro para marcar o gol da vitória contra o Atlético Mineiro, romperam o cordão umbilical do garoto com a sua juventude.

Já não é mais um garoto entre homens. É um igual.

Fechar os olhos para um menino que voa antes mesmo de poder dirigir é ir contra a lógica. Estes poucos, diferenciados, já nascem habilitados para andar por onde querem.

Com grandes jogadores, ainda que em potencial, não é necessário passar apenas calma, mas também alma. É preciso exaltar seus feitos.

Elogiar não é oba-oba, é forma de reconhecimento. E se tem algo que Paulinho merece neste domingo, são palmas.

Se esta foi sua única noite de craque na carreira – o que eu duvido -, que seja exaltada sem medo, pois foi histórica. Se é apenas a primeira de muitas, que seja degustada sem vergonha.

De uma forma ou de outra, é o seu domingo. Uma data para ser lembrada por ele como um aniversário.

Paulinho tem algo de especial. É desse tipo raro de jogador, que encanta no primeiro toque na bola.

É um belo faixo de luz que surge no céu e você anseia para que ele permaneça ali, brilhante.

O primeiro brilho já foi visto.

Que sorte a nossa.



  • Gustavo Ferreira

    Perfeito Garone espero poder ver este garotos mais vezes coma camisa do nosso Vascão. E que o MM coloque logo o Guilherme no lugar do Escudero e o Ricardo na zaga ao lado do A.M . Ai ficará perfeito……….

  • Luciano Marques

    Martin , gilberto , breno , anderson , ramon , jean , bruno , wagner , matheus ou guilherme , paulinho ou paulo vitor e Fabiano ou andres rios.
    Escudero , manga , Evander e caio como opção do meio pra frente .
    Se o nenê ficar tem que ser colocado no meio na criação onde ele rende mais e não na ponta tendo que voltar pra acompanhar subida de lateral.

  • Dirceu

    O Vasco precisa de um projeto de recuperação de médio e longo prazo. A reconstrução de sua imagem, renovação de sua torcida, passam por uma administração profissional que tenha consciência da necessidade urgente desse projeto.
    O fator essencial para seu sucesso é a formação de um elenco forte, que tenha condições reais para a conquista do campeonato nacional e a disputa dos torneios internacionais. E esse elenco não pode prescindir da presença de alguns ídolos, que deem orgulho a massa de torcedores, principalmente os mais jovens, que neles possam ver um futuro sonhado.
    Essa é a consciência que temo não existir em nossos decadentes dirigentes, que diante de uma boa oferta, tenham olhos somente para o presente, para o alívio de suas necessidades de hoje, abrindo mão de um futuro de verdadeiras conquistas, poder e grandeza.
    Precisamos preservar, o maior tempo possível os nossos bons jogadores, para que eles tenham tempo para contribuir com o futuro que todos desejamos. Vendê-los antes de participarem desse caminho de recuperação, é destruir as possibilidades de que esse futuro aconteça.
    Que esses dirigentes, e principalmente o filho do rei, possa enxergar a grandeza desse amanhã e queira ser reconhecido como o responsável pela recondução do Vasco à posição de protagonista que sempre ocupou no futebol brasileiro.

  • Luiz Eduardo Vaz

    Tive duas sensações com o jogo de ontem…de alegria de ver nascer, ou confirmar para quem já acompanha as divisões de base do Vasco, mais um jogador que com certeza brilhará na carreira…e de frustração, por ter certeza que não desfrutaremos dessa jóia por muito tempo, assim como mal deu tempo de ver o DG jogar com a camisa cruz-maltina…assim como Phillipe Coutinho que infelizmente nem pude ver ao vivo com nossa camisa pois foi embora tão prematuramente…assim será com o Paulinho, infelizmente…

  • Jonas Viana Linhares

    Simplesmente Sensacional as palavras Garone , são as palavras que um bom leitor gosta de ler , parabéns Paulinho que a luz continue a Brilhar.

MaisRecentes

A queda de Milton Mendes



Continue Lendo

Filantropia vascaína



Continue Lendo

Vasco rescinde com dois jogadores dos juniores



Continue Lendo