Newell’s x Vasco: o dia em que Maradona se rendeu a Dener



Vítor, ex-meia do Vasco, ao lado de Maradona durante o amistoso (Foto: Arquivo pessoal)

Vítor, ex-meia do Vasco, ao lado de Maradona durante o amistoso (Foto: Arquivo pessoal)

Maradona completa nesta quinta-feira 54 anos. Dener, infelizmente, teve sua vida interrompida quando ainda tinha apenas 23 anos de idade. Porém, quisera o destino que quatro meses antes do acidente que vitimou o atacante brasileiro, as duas lendas se encontrassem no mesmo gramado.

A festa era para Don Diego, que estreava pelo Newell’s Old Boys, em seu retorno à Argentina, após mais de uma década na Europa. Porém, do outro lado, o jovem garoto Dener também fazia a sua primeira aparição com o manto cruz-maltino.

A partida foi realizada no Estádio Parque Independência, em Rosário. Enquanto todos esperavam um show do camisa 10 argentino, foi o dez vascaíno que encantou o público.

Com apenas 5 minutos de jogo, Dener pegou sua primeira bola pela direita, deixou quatro adversário para trás e só foi parado pelo goleiro Escarbone. Este seria o cartão de visitas do menino, que ganhou aplausos inclusive da torcida adversária. Depois dessa jogada, os olhos de todos se voltaram também para o gênio brasileiro.

O amistoso, para celebrar a volta de Dieguito, se transformou num show de Dener. Com dribles rápidos e belas arrancadas, o atacante roubou os holofotes para si.

Desconhecido dos argentinos até então, o camisa 10 vascaíno passou a ser aplaudido a cada toque na bola. Assim como Maradona. O duelo entre Newells’s e Vasco, se transformou numa disputa entre Dener e Diego.

Enquanto El Pibe, claramente fora de forma, sofria com a forte marcação da excelente dupla de volantes formada por Luisinho Quintanilha e Leandro Ávilla, a promessa brasileira usava sua habilidade fora do normal para infernizar a defesa adversária, caindo pelos dois lados do campo em constante troca de posição com Valdir.

Aos 20 minutos do segundo tempo, Tata Martino – atual treinador da Argentina – e Leandro se desentenderam em campo e novamente o craque fez a diferença. Dessa vez, o argentino.

Maradona rapidamente separou a confusão e foi cumprimentado por Jair Pereira, então técnico cruz-maltino, e o saudoso Pai Santana. Mais um personagem histórico para abrilhantar este momento. Durante a confusão, Dener acabou substituído por Hernane e deixou o gramado aplaudido de pé pelos torcedores e também pelo ‘dono da festa’.

O Vasco dominou, Dener brilhou, mas a vitória não veio. No retorno de Maradona, um 0 a 0 atípico pelo futebol jogado e pelos craques presentes no gramado.

Uma partida que poderia nunca ter terminado…

/BlogDoGarone
@BlogDoGarone



  • Marco Tulio

    sinceramente se o Dener não tivesse falecido naquele acidente teria se transformado no craque daquela copa e o Brasil seria Campeão do mundo outras vezes mais, além disso acho que nenhum outro jogador, me desculpem Neimar ou messi ou CR 10, mas nenhum outro teria se aproximado tanto do Pelé, jogava muito e mais ainda.

MaisRecentes

Um Vasco mais simples e uma vitória para a moral



Continue Lendo

Escudero é regularizado pelo Vasco



Continue Lendo

Vasco empresta meia para time potiguar



Continue Lendo