Na simplicidade de um Silva



Rafael Silva saiu do banco para marcar o gol da vitória (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Rafael Silva saiu do banco para marcar o gol da vitória (Foto: Paulo Sérgio/LANCE!Press)

Serginho arranca, dribla, é puxado e cai. Falta! Bernardo pega a bola e olha.

Na área, nenhum Romário, Dinamite ou Edmundo. Na cobrança, nem Bismarck, Geovani ou Ramón. Muito menos Juninho Pernambucano.

Ainda assim, a redonda atravessa toda a área e encontra o atacante livre no costado da zaga. No pé ruim, numa altura complicada. É só mais um Silva. É caixa!

Sem Ferj, sem Eurico, sem árbitro… Sem dúvidas!  Bola na rede, lá dentro, estufando o barbante para não deixar nas mãos do tira-teima.

Indiscutível! Para calar críticos e teóricos da conspiração. Uns calados, outros roucos. Grito entalado como o de campeão. Ainda não é, mas pode ter sido.

Doriva não reinventou o futebol. O Vasco fez o que faz desde o início do ano, e deu certo. Tem dado. Sem craques, mas com heróis. No feijão com arroz que não dá água na boca, mas que enche a barriga.

A estrela que não brilhava há anos, voltou a mostrar sua luz. A de um solitário – Rafael Silva -, não a Solitária. Aos 47 do segundo tempo, para não deixar o torcedor mal acostumado. Tem que ser sofrido!

Aqueles minutos finais que por tantas vezes foram cruéis com os vascaínos, hoje jogaram a favor. Sorte de campeão? Talvez.

Tão oportunista quanto Jardel, tão doce quanto Cocada, e tirando de letra como Léo Lima, Rafael Silva pode ter escrito seu nome na história cruz-maltina. Mais um dos improváveis que os deuses do futebol gostam de brindar.

Foi só o começo. Mas um bom começo. Primeira batalha: check.

Quando o destino quer, não há cruzamento errado que não dê certo. Não há Silva que a estrela não brilha.

Ele é artilheiro, caiu nas graças da Família!

Saudações vascaínas! /+/

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



MaisRecentes

Na Libertadores, Vasco entrega o que tem: coração



Continue Lendo

Paulinho é a terceira negociação envolvendo Vasco e Bayer Leverkusen na história



Continue Lendo

As cinco negociações mais caras da história do Vasco



Continue Lendo