Momento do Vasco deveria ser de dispensas, não de novas contratações



Emanuelson é o 34º reforço do Vasco para 2015 (Foto: AFP)

Emanuelson esteve perto de acertar com o Vasco (Foto: AFP)

Entramos em setembro, com o turno final do Campeonato Brasileiro já em andamento, e o Vasco segue no mercado como se fosse pré-temporada. Falta de planejamento e desespero se fundem numa política arcaica de ver o futebol: como um balcão de negócios, onde vence quem compra mais, não melhor.

Para cada vergonha do time em campo, uma nova contratação. Para cada reforço anunciado, uma nova decepção. E o ciclo de erros vascaínos parece não ter fim.

A diretoria cruz-maltina parece aquele pai que falta a festinha de encerramento da escola, perde a apresentação do filho, chega atrasado para pegar o garoto, deixa ele por horas sozinho esperando, e acha que ao comprar um sorvete para ele no fim de semana apagará todo o descaso dos outros dias. Não é assim.

Contratar sem o menor pudor ou planejamento podem não apenas afundar mais o clube este ano, como causar novos prejuízos para as próximas temporadas. O clube deveria estar fazendo a limpa em seu inchado e improdutivo elenco, não aumentando ele.

O navio está afundando e o Vasco ainda está vendendo passagens, ao invés de tentar tirar água da proa. Tá faltando colete salva-vidas e ainda tem gente embarcando.

Ninguém vai chegar para operar milagre em São Januário. Nem o próprio Januário. Ou o italiano Gennaro. Muito menos o holandês Emanuelson. Quem dirá o brasiliense Jéferson.

Continuar lutando para sair dessa situação é o mínimo que o torcedor espera, ainda que pareça impossível. Mas colocar em jogo também as próximas temporadas, estourando seu orçamento e criando dívidas – em valores ou favores – com empresários e atletas, é piorar ainda mais a já complicada situação.

Já passou da hora do Vasco – sua diretoria – encarar a realidade com pés no chão e não cabeça na lua.



MaisRecentes

Ríos se torna o 2º estrangeiro com mais gols pelo Vasco na história do Brasileiro



Continue Lendo

As duas faces de um empate



Continue Lendo

Artilheiro do Vasco, Pikachu vem tendo sua maior média de gols da carreira



Continue Lendo