‘Lembra dele no Vasco?’ – Dedé Panterinha



Dedé atuou na Noruega (Foto: Reprodução internet)

Dedé atuou na Noruega (Foto: Reprodução internet)

O atacante Dedé surgiu no Vasco em 98, mesmo ano em que Donizete conquistou o histórico título da Libertadores formando a dupla de ataque vascaína ao lado de Luizão.

Logo os dois tiveram a oportunidade de jogarem juntos e a comparação foi inevitável. Velozes e de muita raça, não demorou muito para Dedé passar a ser chamado de ‘Panterinha’, pelos seus companheiros.

Porém, a jovem revelação vascaína sofreu com a forte concorrência da época e, apesar de algumas boas atuações, acabou sendo emprestado ao Bahia, em 2000, numa negociação que levou o lateral-direito Clébson para São Januário. Filipe Alvim e Fabrício Carvalho também acabaram indo para o Tricolor Baiano.

Em 2001, retornou à Colina e teve sua melhor passagem pela equipe, mas acabou sendo afastado no final do ano após viajar à Bulgária para fazer teste em outra equipe sem autorização da diretoria vascaína. Isto irritou o então presidente Eurico Miranda que o dispensou e entrou na justiça contra o atacante.

Dedé acabou se transferindo para o Litex Lovech, da Bulgária, mas brilhou mesmo foi na Suécia, onde defendeu o Hammarby e o Kalmar, onde formou dupla de ataque com Afonso Alves.

Em 2006 acabou negociado com o Allesund, da Noruega, onde chegou fazendo gols e ganhando destaque. Porém, deixou o clube durante as férias e retornar apenas dois anos depois. Isso mesmo, durante mais de 700 dias o atleta ficou ‘desaparecido’, se reapresentando apenas na temporada 2009.

Ao voltar ao time norueguês, claramente fora de forma, acabou dispensado. Rodou por pequenas equipes do Brasil até bater à porta do Kalmar, em 2013, clube onde viveu seu melhor momento fora do Brasil, pedindo uma nova oportunidade. Acabou sendo recusado.

Segundo uma publicação do site Expressen, da Suécia, Dedé vive atualmente como taxista.

Facebook – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
Twitter – https://twitter.com/BlogDoGarone

FICHA DO JOGADOR
Anderson de Oliveira Gomes
Atacante, 26/05/1980, Vitória-ES

Pelo Vasco
1998 – 7 jogos – 1 gol
1999 – 2 jogos – 0 gols
2000 – 14 jogos – 5 gols
2001 – 27 jogos – 8 gols
Total – 50 jogos e 14 gols

Estreia de Dedé com a camisa do Vasco:

Vasco Da Gama 2 x 0 Botafogo (RJ)
Data: 27/09/1998
Campeonato Brasileiro
Local : Estádio Do Maracanã (Rio De Janeiro – RJ)
Arbitro : Edílson Pereira De Carvalho
Público : 8.213
Gols : Ramón (Vasco 22/1ºT) e Ramón (Vasco 17/2ºT)
Expulsão : Felipe (Vasco)

Vasco – Carlos Germano, Vítor, Odvan, Mauro Galvão, Felipe, Válber, Nasa, Ramón, Juninho (Nélson), Dedé (Flavinho) e Luizão (Alex) Técnico : Antônio Lopes

Botafogo – Wagner, Estevam (Chiquinho), Júlio César, Gonçalves, Lúcio (Leonardo), Pingo, Eduardo, Fábio Augusto, Sérgio Manoel, Bebeto e Túlio (Tico Mineiro) Técnico : Ronaldo Torres

Primeiro gol de Dedé pelo Vasco:

Vasco Da Gama 2 x 1 Grêmio (RS)
Data: 04/11/1998
Campeonato Brasileiro
Local : Estádio De São Januário (Rio De Janeiro – RJ)
Arbitro : Wilson De Souza Mendonça
Público : 18.370
Gols : Luís Carlos Goiano (Grêmio 18/1ºT), Dedé (Vasco 29/2ºT) e Mauro Galvão (Vasco 39/2ºT)

Vasco – Carlos Germano, Vagner (Filipe Alvim), Odvan, Mauro Galvão, Felipe, Fabrício Carvalho (Dedé), Nasa, Juninho, Ramón (Henrique), Donizete e Luizão Técnico : Antônio Lopes

Grêmio – Danrlei, Walmir, Rodrigo Costa (Éder), Scheidt, Roger, Fabinho (Djair), Otacílio, Luís Carlos Goiano, Itaqui, Zé Afonso (Zé Alcino) e Rodrigo Mendes Técnico : Celso Roth



MaisRecentes

A classificação do Vasco e a torcida única



Continue Lendo

Garçom, Escudero ganha três posições no Troféu Ademir Menezes



Continue Lendo

A fábula do Fabuloso



Continue Lendo