‘Lembra dele no Vasco?’ – Cadu



Cadu fez parte do elenco campeão em 2003 (Foto: Reprodução)

Cadu fez parte do elenco campeão em 2003 (Foto: Reprodução)

Quase um 12º jogador do Vasco na campanha do título Carioca em 2003, Cadu completa 33 anos de idade nesta quinta-feira e é o personagem do ‘Lembra dele?’ de hoje.

Revelado pelo Vasco durante o Caixão 2002, Cadu era conhecido no início de carreira, ainda nos juniores, como Cuiabá, em referência a sua cidade natal. Começou como reserva do Expressinho que disputava o Estadual, mas seus gols importantes, marcados sempre nos finais dos jogos, fizeram com que a jovem promessa ganhasse espaço na equipe principal.

Na época, o time comandado pelo técnico Evaristo de Macedo passava por uma reformulação e contava com diversas pratas da casa, como: Siston, Ely Thadeu, Souza, Léo Lima, Anderson e Léo Macaé. O time não foi bem na temporada, mas conquistou o Carioca no ano seguinte.

E o gol do título saiu de uma jogada entre as crias de São Januário. Quem não se lembra do cruzamento de letra de Léo Lima para o gol de Souza? Mas um detalhe que ficou esquecido pelos torcedores foi a cabeçada de Cadu que salvou a bola que sairia pela linha de fundo, ajeitando para Souza marcar.

Após o bom Carioca, o atacante acabou sendo emprestado ao Chombuk, da Coréia, onde foi um dos destaques. Retornou à Colina em 2004, mas claramente fora de forma. Algumas poucas partidas depois, deixou São Januário em definitivo, e se transferiu para o GBA, da Bélgica, onde chegou a ser um dos artilheiros do campeonato nacional.

Em 2005 se transferiu para o União Leiria, de Portugal, ficando no clube até 2008, quando passou a atuar pelo Hatta Club, dos Emirados Árabes. Cadu defendeu ainda o Bnei Sakhnin, de Israel, Olhanense, de Portugal, Ypiranga-RS, Guarani e, em 2014, vestiu a camisa do CSE.

FICHA DO JOGADOR

Carlos Eduardo Castro da Silva
Atacante, 23/04/1982, Cuiabá – MT

PELO VASCO
2002 – 31 jogos e 9 gols
2003 – 31 jogos e 7 gols
2004 – 18 jogos e 3 gols
TOTAL – 80 jogos e 19 gols

ESTREIA DE CADU PELO VASCO:

Vasco Da Gama 3 x 0 Bangu (RJ)
Data: 26/01/2002
Campeonato Estadual
Local : Estádio De São Januário (Rio De Janeiro – RJ)
Arbitro : Edílson Soares Da Silva
Público: 119 pagantes
Gols : Ely Thadeu (Vasco 2/1ºT), André Leone (Vasco 27/1ºT) e Souza (Vasco 22/2ºT)

Vasco – Márcio, André Ladaga (Bruno Leite), Leonardo Valença, André Leone, André Silva (Barbirato), Haroldo, Amaral II, Geovani, Ely Thadeu, Léo Macaé e Souza (Cadu) Técnico : Evaristo De Macedo

Bangu – Cássio, Rodrigo (Carlos Eduardo), Eduardo, Vinícius e Salles, Hélder, Vanílson (Edmílson), Tiago e Marcinho, Ney e Carlinhos (Eberson) Técnico : Antônio Lopes Júnior

PRIMEIRO GOL DE CADU PELO VASCO:

Vasco Da Gama 1 x 0 Botafogo (RJ)
Data: 18/02/2002
Campeonato Estadual
Local : Rua Bariri (Rio De Janeiro – RJ)
Arbitro : Wagner Dos Santos Rosa
Público : 150 pagantes
Gols : Cadu (Vasco 44/2ºT)
Expulsão : Barbirato (Vasco)

Vasco – Márcio, André Ladaga, Fabão, Wagner, Barbirato, Gomes, Haroldo, João Paulo (André Leone), Michel (Geovani), Léo Macaé e Souza (Cadu) Técnico : Evaristo De Macedo

Botafogo – Rafael, Sídney (Fábio Luís), Xavier, Tavares e Renatinho, Afonso, Thiago Costa, Márcio Gomes, Tiago Coelho (William), Daniel e Geraldo (Hernande) Técnico : Paulo Zagallo

FACEBOOK – https://www.facebook.com/BlogDoGarone
TWITTER – https://twitter.com/BlogDoGarone



  • sergio romiro

    Sensacional!!! O primeiro jogo do Cadu, em São Januário, com apenas 119 pagantes e o segundo com 150 pagantes. ETA FUTEBOL PORRETA !!!!

  • CADÊ , CADU ! ? Feliz Aniversário !

  • Reginaldo Rabelo

    Esse era da fantástica geração 84, que se dizia o ouro do futebol na ocasião. Ouro de tolo, na verdade.
    Só para lembrar de alguns dos integrantes dessa g-84, tínhamos: Claudemir(lateral), Bruno Leite(lateral), Wescley(zagueiro), Coutinho(volante), Igor(volante) – mais o seu irmão, lateral, de cujo nome me esqueço – Ricardo Bóvio, volante, Anderson, atacante, Morais, meia, Cadu, o citado na matéria, Léo Macaé, atacante, Ely Thadeu, Siston, e muitos outros meia-boca dos quais não me lembro.
    Léo Lima e Souza, citados na matéria, não faziam parte dessa G-84 e vieram para o Vasco do Madureira, e daí para o mundo.

    • Alexandre F.G.

      O irmão do Ygor era o Thiago Maciel

  • ODILON SILVA – RJ

    O que mais chamou atenção foram os baixíssimos públicos, os dois jogos não registraram 300 pagantes, marca registrada do EURIQUISMO. Se não me engano, foi nesse ano que Eurico Miranda bateu o recorde negativo público de todos campeonatos brasileiros.

MaisRecentes

Comendo pelas beiradas



Continue Lendo

Em boa fase, Pikachu já entra na lista dos dez maiores artilheiros do Vasco na história da Libertadores



Continue Lendo

Vasco rescinde com mais um jogador do Expressinho



Continue Lendo